fbpx
AnálisesNotíciasPCPlayStationXbox

One Piece World Seeker – Confira nossa análise

Analisado no PlayStation 4

 

Sendo o primeiro game da série que se passa em mundo aberto, “One Piece World Seeker”, acerta o tom com uma história própria e boa narrativa.

Os fãs do anime podem ficar tranquilos pois o game entrega com fidelidade uma gama enorme de personagens como toda a tripulação do Thousand Sunny assim como os adversários Buggy, Kizaru dentre outros. Como game da atual geração, espere por uma linda paleta de cores e os já conhecidos ataques especiais que estão bem bonitos.

Desenvolvido pela Ganbarion, a escolha em se fazer um game de mundo aberto foi interessante e apesar de se passar dentro de uma ilha, a Ilha Prisão, existem inúmeras coisas a se fazer, npcs para interagir e as já conhecidas sidequests que estão bem divertidas apesar de serem um pouco repetitivas. Existem as missões principais e secundárias, que se misturam entre a história principal e o desenvolvimento do personagem em si.

Os Chapéus de Palha, a Marinha, Isaac, Crocodile, Buggy, o próprio Luffy, Jeanne, criam uma atmosfera típica dos mangas da série e “World Seeker” soube aproveitar isso muito bem.

Pensando na locomoção entre os cenários, você controla Luffy e a jogabilidade lembra suavemente o game “Marvel Spider Man” do PS4, dada suas devidas proporções. Se aventurar pelo cenário é algo divertido ainda mais usando a habilidade Gomugomu no Rocket, mas o mesmo não se pode dizer da jogabilidade na hora do combate. Não é algo ruim que possa estragar a jogatina, mas vindo de um game da Bandai, o socar de botões a lá Dragon Ball está presente e traz uma certa quebra de sentido na árvore de habilidades do personagem.

Algo que causa estranheza são os momentos em que você precisa ser stealth para atravessar partes da ilha, o que não tem muita lógica, visto que se trata de um protagonista que tem entre outras coisas, a proeza de esticar os braços e andar por cima dos cenários facilmente. O modo steath funciona? Sim, mas pra que?

A dublagem conta com as vozes originais do anime e pode-se colocar um ponto positivo e outro negativo. Elas estão com uma qualidade excepcional, porém só nas cutscenes, o que ao meu ver é um erro considerável.

“One Piece World Seeker” é sim um jogo bonito, divertido e que irá agradar aos fãs da série. Não é o melhor game da franquia e apesar de trazer novidades como o vasto mundo aberto, faltou mais polidez nos combates. Fica a sensação de que um possível “World Seeker 2” possa corrigir esses detalhes.

One Piece World Seeker

R$ 249,90
7.5

Nota

7.5/10

Positivos

  • Mundo Aberto
  • História Original
  • Luffy

Negativos

  • Missões Repetitivas
  • Combates
  • Dublagem
Mostrar mais

Thiago Bonito

Administrador, apaixonado por vídeo game, já sofri quando queimei meu Atari, super fã de jogos clássicos e economizando até a alma para comprar o PS5 no dia do lançamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar