AnálisesNotícias

Confira nossa análise de Adam´s Venture: Origins.

Imagine você, na pele do aventureiro Adam na década de 20, tentando desvendar um grande mistério. Para isso você terá que solucionar vários quebra-cabeças com a ajuda de sua cúmplice Evelyn.

Como sempre, tem uma organização que quer lucrar com suas descobertas, não ligando para a importância histórica desta aventura.

Adam's Venture: Origins_20160407175147

Pois é, esse jogo traz de volta a franquia Adam´s Venture, agora para o console de nova geração, antes feito pela Vertigo Games e agora feito pela SOEDESCO.

Assim que o jogo começa, somos levados para a década de 90, tanto para o bem quanto para o mal. E será por essa via que escreverei meu review do game.

Adam's Venture: Origins_20160407180131

“Adam´s Venture: Origins” nos leva para aquela ambientação de descobertas, mostrando que acima de tudo, nada melhor que usar nossa mente para chegar ao fim de jogo.

O game é focado 100% em quebra-cabeças, onde a solução de um leva ao encontro de outro e assim desenrolando a história. Há algumas cenas onde devemos ser ágeis, mas mesmo nelas são desafios muito mais cerebrais do que habilidade com o controle.

Adam's Venture: Origins_20160411202536

Falando em controle, a jogabilidade é muito simples. Usando poucos botões, Adam´s Venture: Origins é um ótimo game para entrada de novos jogadores, principalmente onde hoje temos que por diversas vezes apertamos mais de 10 botões e isso pode ser um empecilho para muita gente.

O game cativa muito pelo aspecto de não ter nenhum tipo de violência, totalmente direcionado para uma narrativa simples como um filme de sessão da tarde. Isso é muito bom, já que é um game recomendado para toda família, coisa que infelizmente, por causa do sucesso de jogos mais Hardcores, vem desaparecendo do mercado.

Adam's Venture: Origins_20160411203330

A história e a forma de se resolver os puzzles, as vezes nos faz lembrar dos primeiros Tomb Raiders, mas paramos as comparações por aí. Com certeza ele nos remete mais aos antigos Adventures e com um pezinho nos point-in-click.

Mas como disse antes, muitos outros aspectos também lembram os anos 90. Mas pelo lado ruim.
Adam´s Venture: Origins apesar de ser um remake, não teve grandes avanços em termos de gráficos, lembrando muito jogos bem antigos, com quebra de polígonos. As quedas de frame rate são constantes, pelo menos na versão testada aqui na Gamers.

A iluminação é precária e a arte é bem simplista. Os cenários não são muito bem trabalhados e em alguns lugares, mais atrapalhando a movimentação do que ajudando.

Adam's Venture: Origins_20160411202510

A movimentação travada, como nos jogos dos anos 90, lembram muito as conhecidas movimentações tanque, como era nossa musa Lara Croft em Tomb Raider de 1996.

Apesar de ser o ponto forte do jogo, os quebra-cabeças se tornam repetitivos e reaproveitados. Por exemplo, em uma determinada área você é obrigado a abrir 3 portas solucionando o mesmo tipo de puzzle, sendo a única diferença a dificuldade de cada um. Isso acaba muitas vezes se tornando chato. Poderiam ter variado muito mais.

Faltou um pouco de capricho em relação ao som. A qualidade está, como dizemos aqui, “ok”, mas a mixagem (quando temos vários sons ao mesmo tempo), já não se pode dizer o mesmo, com cortes de volume bruscos que as vezes até nos leva a assustar sem motivos ou tirar nossa concentração do jogo. Aqui na Gamers jogo com o Headset Gold Wireless da Sony.

Adam's Venture: Origins_20160411182449

Adam´s Venture: Origins é um jogo totalmente voltado para sua narrativa e não pelo seu aspecto gráfico. Com certeza ele está um passo atrás no quesito de potência, mas acaba trazendo para esse mundo, um jogo simples e familiar, coisa cada vez mais rara.

Se os nossos olhos no começo detectam os defeitos do jogo, é na diversão de horas de jogatina que o ele acaba cativando. Além disso, o game tem legendas em português do Brasil, o que faz com que possamos apreciar um pouco mais da história.

Adam´s Venture: Origins me faz lembrar o tempo que assistia Sessão da Tarde. Muitas vezes percebíamos que aquele filme não era um blockbuster, mas nada como uma boa história para assistir comendo pipoca. Ahh, melhor não jogar comendo pipoca, engordura todo o controle.

Adam's Venture: Origins_20160411203817

Por tudo isso, “Adam´s Venture: Origins” leva o selo Bronze da Gamers e Games. Confira na nossa sessão Let’s Play várias jogatinas de “Adam´s Venture: Origins”.

Marcelo Rodrigues

Old Gamer, se aventurando no ramo dos video-games deste o Atari. Já foi só do lado "Azul" da Força, mas hoje distribui sua atenção para todas as plataformas. Apesar de jogar todos os estilos, Adventures e Plataformas ainda tem um lugar especial em seu coraçãozinho.
Botão Voltar ao topo