AnálisesNotícias

Confira nossa análise de Blues and Bullets – Cap. 1

Desenvolvido pelo estúdio espanhol “A Crowd of Monsters”, “Blues and Bullets” trata-se de um jogo de ação e aventura divido em capítulos, lançado em meados de 2015 para o PC, Xbox One e iOS chega agora ao console da Sony.

Blues-and-Bullets5

“Blues and Bullets” se passa em uma sombria e melancólica década de 50, onde o crime e policiais corruptos assolam a cidade de Santa Esperanza, dentro desse ambiente algumas crianças são raptadas, inclusive a neta do antigo chefe da máfia. A história do jogo mescla ficção com acontecimentos reais para dar o tom da trama. Durante a história temos momentos em que é necessário tomar decisões, mas fiquei com a impressão de que não importa muito a decisão que eu tome, pois, isso muda a ordem que as coisas acontecem, mas não interfere no script em si.

Blues-and-Bullets4

Nosso personagem é Elliot Ness, um ex-policial aposentado que é chamado após 20 anos pelo seu grande desafeto Al Capone, para que o ajude a encontrar sua neta Sofia, que foi raptada enquanto estava na escola. Tanto Ness como Capone são baseados em personagens reais, Eliot Ness – com um L só mesmo – é famoso por ser um dos responsáveis pela prisão do gangster Al Capone, durante os esforços para que a Lei Seca fosse cumprida em Chicago. Ness era o líder da equipe “Os Intocáveis”, no jogo ele fala sobre a equipe e também é o responsável por prender Al Capone, líder da máfia que contrabandeava bebidas alcoólicas para Santa Esperanza.

Blues-and-Bullets3

Podemos andar e correr pelos cenários, mas infelizmente você não pode andar livremente, em algumas situações a câmera não permite que você vá para onde deseja te obrigando a seguir o curso, durante nossa missão investigativa teremos algumas situações de combate, sempre usando a opção de tiro em terceira pessoa e quick-time events para outras situações.

Blues-and-Bullets2

O estilo gráfico adotado casa muito bem com a temática do jogo, todo em branco e preto no maior estilo do filme “Sin City”, a única cor que aparece em alguns detalhes é o vermelho e variações dessa cor, as texturas são de boa qualidade e os efeito de luz e sombra também, a modelagem dos personagens é boa em se tratando de um jogo desse porte, a escolha do posicionamento das câmeras ajuda e muito a dar o clima de um filme de gangsters aliado a uma ótima trilha sonora que faz com que você fique realmente imerso na pele de um investigador.

Blues-and-Bullets1

“Blues and Bullets” foi uma grata surpresa e tirando por esse primeiro capítulo espero coisas boas desse jogo, única ressalva é quanto à falsa impressão de que eu estou decidindo o rumo da história, mas não importava minha escolha o curso seguia igual, espero que isso mude nos próximos capítulos, ainda assim, pela atmosfera imersiva e pela ótima narrativa, eu concedo selo “Ouro” para esse título.

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor do Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo