AnálisesNotícias

Confira nossa análise de Song of the Deep

Um novo Action-Adventure Metroidvania que vai te fazer gastar altas horas na frente do PC, Xbox One e PlayStation 4!

A protagonista da história, Merryn, adora o mar e sempre sonhou com os mistérios escondidos ali. Seu pai, pescador, sai em direção ao mar todos os dias e ela aguarda seu retorno sob o alto de uma pedra (melhor filha).

song-of-the-deep-analise01

Certo dia, seu pai não retornou e ela acabou pegando no sono. Sonhou com ele se afogando e chamando pelo seu nome, chamando por ajuda!

song-of-the-deep-analise03

Ela não teve tempo a perder, juntou várias peças mecânicas e construiu um mini submarino, pois estava decidida a resgatar seu pai, mesmo não sabendo os perigos que encontraria pela frente.

song-of-the-deep-analise04

A história toda se resume a isso. Por se tratar de um Action-Adventure, você será obrigado a ir e voltar entre os mapas, seja a bordo do submarino ou utilizando os “warps” espalhados pelo fundo do mar.

song-of-the-deep-analise05

Conforme vai avançando no jogo, certas habilidades serão disponibilizadas para que seja possível chegar ao fim. É possível comprar peças para o submarino, melhorando vida e energia do mesmo. O vendedor é uma caranguejo <3

song-of-the-deep-analise06

Você enfrentará alguns boss e muitos outros inimigos pelo caminho, assim como desvendar puzzles para poder avançar ainda mais no jogo!

song-of-the-deep-analise07

Achei o jogo bem longo e com 8 horas diretas não consegui finaliza-lo, então creio que deva levar cerca de 4-5 horas a mais para finalizar. O mapa é muito grande, então há uma variedade quase infinita de coisas para fazer, seja buscar peças para o submarino, farmar gold para comprar peças (também) ou simplesmente explorar um mundo atrás dos tesouros escondidos por aí.

A jogabilidade é boa, podendo utilizar mouse+teclado ou controle. Em alguns momentos será necessário uma grande habilidade com o mouse, pois os movimentos deverão ser precisos para que consiga avançar.

O gráfico é simplesmente incrível e a trilha sonora dá um tom de exploração submarina tremendamente realista, assim como condiz muito bem com a narração durante a aventura.

Nota Platinum, o jogo é muito promissor, bem feito e me colou 8 horas na frente do PC, né?

“bye bye Castlevania =P”

*O jogo foi disponibilizado pela produtora para análise

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor do Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo