fbpx
NotíciasPC

O FPS Rítmico de ‘BPM: Bullets Per Minute’ é lançado hoje nos PC

As versões de consoles chegam na sequência.

O palco está todo pronto, os microfones ligados, os amplificadores zunindo, os baking vocals estão se preparando e a AWE Interactive anuncia que está quase na hora de o show começar, com seu shooter rápido e frenético com um ritmo que não para, BPM: Bullets Per Minute é lançando hoje nos PCs.

BPM: Bullets Per Minute traz o tipo de jogabilidade que você esperaria de um jogo de tiro baseado em exploração de dungeons, mas que o envolve em um mundo onde cada ação – cada tiro , cada salto e cada esquiva – é puxado ao ritmo de uma trilha sonora de rock.

O jogo oferece dungeons geradas aleatoriamente e infestadas de monstros incrivelmente absurdos e desafia os jogadores a assumir o papel da poderosa Valquíria. O objetivo? Elimine cada chefe com a batida e fique muito estiloso ao fazer isso.

“BPM: Bullets Per Minute é o que acontece quando os melhores elementos de um roguelike, a intensidade de um jogo de ritmo e ação e a diversão pura e sem vergonha de um retro-shooter como Doom se chocam uns com os outros em um jogo”. disse o fundador da Awe Interactive, David Jones. “É difícil, é feroz e leva algum tempo para se acostumar, mas quando você encontra o ritmo, é muito difícil parar.”

Entregando um total de sete chefes, os jogadores precisam derrubar cada um para chegar ao chefe final, coletando uma variedade de armas, habilidades e itens à medida que avançam, garantindo que cada jogada tenha uma sensação única.

Toda a ação segue a batida de uma trilha sonora de barnstorming, que se inspira em nomes como Wagner, Muse e Audioslave. Cada pulso está ligado à ação do jogo, que você pode ver neste vídeo brilhante feito pelos compositores do BPM: Bullets Per Minute:

BPM: Bullets Per Minute chega aos PCs hoje pela Steam, a versão de consoles está programada para ser lançada num futuro próximo.

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo