eSportsNotíciasPC

VALORANT: De olho no Mundial, trio encara decisão brasileira de torneio universitário inédito

Odin e Amigos’, ‘Seleção’ e ‘Stay At Home’ decidem vaga nacional na próxima etapa do Red Bull Campus Clutch neste final de semana

Com transmissão ao vivo e até streamer famoso, o primeiro torneio mundial de VALORANT aos universitários chega à reta final no Brasil. Neste final de semana, as equipes ‘Odin e Amigos’, ‘Stay At Home’ e ‘Seleção’ dão start no game visando ao título nacional e a vaga na etapa continental do Red Bull Campus Clutch. Os fãs de fps podem acompanhar todas as emoções ao vivo, no domingo (16), a partir das 13h (horário de Brasília), por meio de diversas plataformas: na Tv Aberta, pela Loading; no TikTok e no perfil da Red Bull na Twitch (https://www.twitch.tv/redbullpt).

Participante encara classificatória do Red Bull Campus Clutch na Rússia (Crédito: Denis Klero/Red Bull Content Pool)

Antes da decisão, as três equipes se conectam ao servidor brasileiro de VALORANT, no sábado (15), para a disputa das semifinais, cujo formato é MD3 (melhor de três jogos). Os dois melhores avançam e, no domingo (16), fazem a grande final, em disputas no formato MD5 (Melhor de cinco jogos). Entre os semifinalistas, o time Stay At Home conta com Eduardo ‘Coreano’ Pereira. Conhecido como ‘main Viper’ brasileiro, o estudante da CEFET-MG possui mais de 150 mil seguidores na Twitch e, em seus vídeos, mostra a grande habilidade com a controladora, sendo elogiado por pro-players, casters e fãs nas redes sociais.

Engana-se, porém, quem pensa que só o Coreano é reconhecido. Na equipe ‘Seleção’, JotaM, da Universidade Vila Velha-ES, encontrou ídolos de outros games nas ranqueadas de VALORANT, como brTT, Gaules, Pava e Spacca, sendo os dois últimos importantes para evolução dele. Aliás, o time faz jus ao nome: eles são de várias partes do Brasil e decidiram se juntar, pois consideram estar entre os melhores do País no ranking do fps.

“Todo campeonato que jogo tem uma sensação muito boa. Competir é o que eu mais gosto de fazer e estar numa semifinal de uma competição tão importante só me motiva mais e mais. Esse torneio vale a vaga para um sonho que eu sempre tive: jogar fora do Brasil. Sobre o meu estilo, sempre fui muito eclético, gosto de mudar e jogar com todos os agentes. Mas, se fosse para escolher, acho que iria de Viper ou Sova”, afirma JotaM.

Apaixonado por fps, Frin, do ‘Odin e Amigos’, superou as limitações de seu pc para conduzir seu time até a semifinal. Main Reyna, o estudante de engenharia civil tem como ídolo GL Mwzera e sonha, por meio do Red Bull Campus Clutch, iniciar uma nova fase em sua trajetória visando às competições.

SAIBA MAIS SOBRE A GRANDE DECISÃO

A final nacional do Red Bull Campus Clutch acontecerá de modo 100% remoto. O comando da transmissão ficará com o caster da Riot Games Nicolas ‘Nicolino’ Emerenciano que, aliás, tem uma forte relação com torneios universitários: na época da faculdade, criou e colocou em prática um projeto de competição para estudantes que mudou a sua vida. Nos comentários, estarão Paula Nobre e Ana Xisdê.

De modo especial, o público poderá acompanhar a transmissão do Red Bull Campus Clutch por diversas plataformas, a partir das 13h (horário de Brasília), no domingo (16). Na TV Aberta, por meio da Loading. TikTok e o perfil da Red Bull na Twitch também vão exibir todas as emoções do evento.

CONFIRA MAIS DETALHES SOBRE AS ETAPAS CONTINENTAL E MUNDIAL

Nos próximos dias 5 e 6 de junho, o vencedor brasileiro representará o País em uma etapa continental. O público poderá acompanhar o evento por meio de uma transmissão especial. Os 12 melhores seguem à grande etapa mundial, nos dias 17 e 18 de julho, em Madrid (ESP), também com transmissão ao vivo. O grande campeão vai faturar 20 mil euros, o primeiro troféu da competição e terá a chance de ver as maiores estrelas do game competirem no próximo VALORANT Masters, dentro da Champions Tour 2021.

Em 2021, o Red Bull Campus Clutch conta com parcerias globais da AOC, SteelSeries e Intel. No Brasil, a BBL e-Sports será a organizadora do evento.

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo