AnálisesNintendoPC

Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins – Uma aventura divertida e aconchegante | Análise

Não se irrite com a Pequena Mi, ela é gente boa... as vezes.

Analisado no PC


Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins (Snufkin: Melody of Moominvalley) é um jogo de aventura e estratégia, com uma pitada de furtividade, desenvolvido pela Hyper Games e publicado pela Raw Fury, o título chegou ao PC via Steam e Nintendo Switch em 7 de março de 2024.

Inspirado nas amadas obras da renomada autora Tove Jannson, Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins no leva pela jornada de Snufkin para recuperar o vale dos Moomins, mas claro, que sem antes descobrir o que de fato aconteceu e ajudar alguns amigos no caminho.

Snufkin Melody of Moominvalley
Snufkin e seu amigo Moomintroll tranquilos na ponte

O game começa de forma bastante básica, Snufkin é uma face bastante conhecida no vale e toda primavera retorna para visitar e se divertir com seu amigo Moomintroll, porém, algo não está certo, Moomintroll não está esperando por ele onde combinaram, seus pais também não sabem de seu paradeiro e algumas construções estão interferindo no bem estar das plantas, afugentando animais e prejudicando o vale como um todo.

Ao longo dessa aventura, Snufkin vai contar com a ajuda e interação com diversos personagens no game, onde cada parte dele é dividida em missões, por exemplo, para conseguir um item importante de uma missão, devemos antes participar de um mini-game com um personagem, ou então, salvar outro que esteja em apuros por conta de uma “fera terrível”. Essa estrutura de gameplay existe uma vez que em Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins o mundo é liberado conforme progredimos, não existe uma liberdade completa, mas sim partes do mapa que podem ser acessadas e outra que estão bloqueadas até que você precise ir até ela.

Snufkin Melody of Moominvalley

Essa divisão de mundo é muitas vezes feita pela necessidade do uso de algum instrumento musical, afinal, o game se chama Melodia do Vale dos Moomins. Antes que alguém fique receoso por existir esse toque de música como algo importante no game, já digo, pode ficar tranquilo que aqui tudo foi bem executado e não se torna cansativo de forma alguma. Snufkin de começo só tem acesso a uma gaita, que pode usar para “encatar” animais do vale com seu som, fazendo uso de algumas habilidades para prosseguir. Num segundo momento temos acesso a uma flauta, essa por sua vez faz quase o oposto, coloca inimigos e alguns obstáculos para dormir, e por fim, um tambor, que é capaz de fazer com que animais e digamos, cenário se movam e saiam do lugar.

Cada uma dessas ações vai depender do seu nível de inspiração, Snufkin como um bom artista necessita de inspiração para produzir melhores melodias e dessa forma transpor obstáculos mais complexos. Essa inspiração é fácil de se obter, basta procurar na vegetação ou cumprir as diversas tarefas, sejam elas principais ou secundárias. Isso é importante, uma vez que alguns companheiros ou inimigos só vão reagir a sua música a depender do nível de inspiração que você estiver.

Snufkin Melody of Moominvalley
Pequena Mi é uma das nossas companheiras de aventura

Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins é um game que não possui nem um tipo de combate, mas isso não quer dizer que ele não tenha desafios e digamos enfrentamentos. Algumas das missões envolvem bastante furtividade e resolução de pequenos quebra-cabeças para que possamos nos livrar dos policiais que estão a serviço do guarda-florestal, e com isso, recuperar o vale e se livrar dos odiosos parques artificiais. Essas missões são bem variadas e algumas bastante engraçadas, o fator furtividade é primordial, uma vez que Snufkin não pode ser pego pelos policiais, caso contrário, é necessário refazer a missão ou parte dela.

No que diz respeito a visual não há nada o que reclamar, o game é lindo dentro do seu estilo, uma mistura de desenho a mão com pintura que lembra aquarela ou algo do tipo, é muito bonito e agradável. A parte sonora, composta por Oda Tilset é um elemento a parte, uma vez que ela combina perfeitamente em cada momento do game, para cada missão e/ou situação, é realmente aconchegante e da o tom do game. A localização em português do Brasil é bem vinda e está muito bem feita, sem muitas gírias ou “memes” que não combinariam com o game.

Outro ponto que não posso deixar de citar como positivo é o fator animação, sério, o Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins tem uma animação bastante caprichada, com atenção a meros detalhes, podendo citar todas as vezes que o Snufkin usa alguns instrumento musical, ou ainda, quando ele e o Moomim Pai estão serrando troncos, onde não apenas os personagens reagem corretamente ao comando do controle no movimento de vai e vem, mas também a cada ida e vinda a serra desce um pouco mostrando o resultado do corte.

Snufkin Melody of Moominvalley

Infelizmente o maior ponto negativo de Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins é sua duração, o game é curto, eu levei mais ou menos 5h para conclusão, isso porque eu sou daqueles que tenta fazer tudo, ou quase tudo no game, assumo que depois percebi que havia deixado uma ou duas missões para trás. Isso fica como negativo, porque o game é tão bom que ele deixa uma sensação de saudades quando você termina, é aquele sentimento de “mas como assim, já acabou?!”. Outro ponto a destacar é a dificuldade quase inexistente no game, eu sei que isso pode ter sido uma decisão de design, porém não deixa de ser um ponto ruim, uma vez que praticamente tudo é resolvido apenas como um passeio pelo vale.

Em resumo, Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins é uma delícia de game, ele é aconchegante, divertido e passa uma mensagem positiva de amizade e proteção à natureza. O game é bonito, tem uma ótima animação e trilha sonora, apesar de curto valeu cada instante que passei com ele, o preço na eShop é bom, mas da Steam é ainda mais convidativo, recomendo muito.

Confira no vídeo abaixo a primeira hora de Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins:

Snufkin: Melodia do Vale dos Moomins

8.8

Nota

8.8/10

Positivos

  • O gameplay é aconchegante
  • O visual e animação são bons
  • A trilha sonora casa muito bem
  • As missões de furtividade são legais

Negativos

  • É curto, fica uma sensação que podia ter mais
  • Algumas missões têm elementos irritantes
  • Infelizmente é muito fácil, o desafio é baixo

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor do Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo