fbpx Raji: An Ancient Epic - Combate impecável com linda ambientação | Análise | Gamers & Games
AnálisesNintendoPCPlayStationXbox

Raji: An Ancient Epic – Combate impecável com linda ambientação | Análise

Mitos hindus, ambientado em arquitetura medieval do Rajastão.

Analisado no Xbox One X


Raji: An Ancient Epic é um jogo de ação e aventura, com câmera aérea, desenvolvido pelo estúdio indiano Nodding Heads Games e publicado pela Super.com, com versões para Nintendo Switch, PC, Xbox One e PlayStation 4.

Por anos vivemos muitas histórias mitológicas nos games, mas em sua maioria elas são greco-romanas ou nórdicas, outras culturas são menos exploradas, mas em Raji: An Ancient Epic somos apresentados à belíssima e rica cultura indiana, neste caso em específico, o jogo é inspirado em mitos hindus de Mahabharata e do Ramayana, no jogo controlamos Raji, que foi a escolhida pelos Deuses para travar uma guerra contra antigos inimigos, além de resgatar seu irmão Golu, que fora raptado pelos demônios.

Raji: An Ancient Epic

Essa jornada começa durante uma apresentação circense onde Raji e Golu vivem e trabalham, após se tornarem órfãos prematuramente, Raji faz apresentação de equilibrismo sobre corda e Gulu história caracterizado, inclusive, uma das representações feita por ele é justamente a que trata da guerra ancestral travada entre os deuses e demônios, quando Shiva dividiu o mundo para separar a humanidade dos seres do submundo, ao final dessa apresentação, os irmãos e todos presentes são surpreendidos pelo retorno dos demônios, Golu é levado e Raji sofre um ferimento que a deixa inconsciente, ao acordar nossa protagonista se vê perdida numa espécie de altar, é a partir daí a história começa a ser contada pela deusa Durga, deusa da guerra, ao qual Raji é devota.

Raji: An Ancient Epic

O início do game é bem leve e devagar, e serve como um tutorial para os movimentos de plataforma que Raji é capaz de executar, além disso, vai ensinando os comandos básicos de combate. Após passar pelo templo de Durga, Raji é agraciada com o Trishul, a poderosa lança da Deusa, e com isso já estamos prontos para iniciar a jornada.

Durante boa parte do caminho a busca de Raji é por seu irmão Golu, mas a cada estágio completo, a cada novo inimigo encontrado o jogo nos ensina novos movimentos, além de poderes que podem ser coletados pelo caminho dando a possibilidade de upgrade das habilidades e armas, afinal, além da lança, ainda teremos acesso a um poderoso arco e flecha, espada e escudo e ainda uma poderosa arma final.

Raji: An Ancient EpicO combate é ponto crucial do game, uma vez que os demônios possuem padrões de ataques bem diferenciados, bem como Raji, ela pode rolar, esquivar, escalar paredes, saltar, e tudo isso pode ser usado em conjunto com os ataques, que podem ser mais leves e rápidos ou mais poderosos mas que a deixam mais vulnerável pelo tempo de execução, você pode fazer sequencias de ataques leves, fortes, misturar ambos, usar a opção de rolar em conjunto com esses ataques, pode usar movimentos de parkour e saltar atacando, de fato ela é uma performer no que se diz respeito às possibilidades de ataque, junto a isso você pode carregar até três pontos luminosos coletados nos cenários que lhe concedem um poderoso ataque, atingindo todos os inimigos ao seu redor.

Raji: An Ancient Epic

Se o combate no jogo é algo que já faz o jogador ficar maravilhado, o que dizer da ambientação e dos gráficos. Raji: An Ancient Epic é lindo, não existe outra palavra que possa descrevê-lo melhor, ele mistura um estilo arquitetônico medieval, do Rajastão, uma região da Índia próximo ao Paquistão, com texturas pintadas à mão feitas em estilo Pahari, que é um estilo de pintura indiana, muito usada entre os séculos 17 e 19, originária da região do Himalaia. A trilha sonora do game também acompanha esse tema e ambientação, e ela mescla muito bem com as situações, no começo do game mais melancólico e calmo, ao chegar na cidade das água e máquinas tudo vai mudando, ganhando mais força e peso, já para o final do game ela é forte e urgente, acompanhando a força em que a protagonista veio construindo.

Raji: An Ancient Epic

Não posso dizer que Raji: An Ancient Epic é um jogo perfeito, ele tem sim algumas pequenas falhas, por exemplo, o jogo pode ter uma certa dificuldade com alguns movimentos, como saltos que não saem exatamente como jogador imaginava ou ainda com a precisão ao executar uma nova técnica de combate durante o tutorial, o jogo simplesmente não deixa você ignorar isso se não fizer pelo menos uma única vez ele corretamente.

Raji: An Ancient Epic

Com isso tudo dito, Raji: An Ancient Epic é um belíssimo jogo, com um combate rápido, dinâmico e diversificado, sua ambientação, história e trilha sonora são perfeitas à proposta do game, ele possui pequenos problemas que não tiram em praticamente nada o brilho desta obra, dessa forma, é impossível não recomendar o jogo para todos aqueles que buscam conhecer novas culturas e queriam encarar um desafio bem dosado que é possível vencer sem ficar frustrado.

Confira o vídeo de gameplay de Raji: An Ancient Epic:

Raji: An Ancient Epic

9.5

Nota

9.5/10

Positivos

  • O Combate
  • A Ambientação
  • Trilha sonora
  • O tema

Negativos

  • Imprecisão em alguns movimentos
  • Não poder pular os tutoriais de combate

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo