AnálisesPC

Before We Leave – Exploração na maior tranquilidade | Análise

Before We Leave é um jogo em que você vai se aprofundando, criando, explorando, expandindo e não vê o tempo passar

Analisado no PC


Before We Leave é um jogo de estratégia, simulador de colônias, gerenciamento de recursos e até algumas coisas mais, produzido pela Balancing Monkey Games e publicado pela Team17, foi lançado dia 13 de Maio na Steam, mas está disponível na Epic Games Store desde 8 de Maio de 2020.

Em Before We Leave a humanidade passou por um evento apocalíptico, a civilização não é mais aquela que conhecemos, alguns sobreviventes passaram muitos anos em bunkers e assim que saem precisam reconstruir a civilização, coletar e gerenciar recursos, redescobrir tecnologias e conhecimentos do passado.

Before We Leave
Visualização do mapa tem um estilo legal

O jogo se passa num planeta inicial, esse local possui continentes, que no jogo foram escalonados para baixo virando apenas ilhas, é nesse espaço em que você deve prosperar sua civilização, mas não pense que os desafios serão poucos, bastante é exigido do jogador. De início o básico é fornecido com recursos restantes do bunker, mas eles se esgotam rapidamente, então inicialmente você precisa de cabanas, água e algumas plantações de batatas. Já estava me esquecendo, uma serraria também, afinal, o apocalipse já passou, mas ainda precisamos extrair recursos da natureza.

Esse por sinal é um dos pontos chaves do jogo, cada ilha possui algumas particularidades de recursos naturais, tipos de solo, clima e tecnologia antiga. Vamos por partes, como um bom jogo do gênero, Before We Leave possui uma árvore de conhecimento que deve ser pesquisada, cada pesquisa habilita novos recursos para o jogador, bem como ativa a possibilidade de um estudo futuro, para que os Migs – nome dos habitantes das ilhas – pesquisem é necessário a extração de tecnologia antiga, cada ilha costuma ter um tipo apenas, sendo verde, vermelha, azul e roxa, conforme você vai evoluindo na pesquisa cada tipo é exigido, as vezes de apenas um, em outros cores de tecnologia combinadas.

Before We Leave
Painéis de informações aparecem em qualquer célula ou construção selecionada

Esse abre o segundo ponto chave do jogo, exploração! Boa parte do seu gerenciamento e evolução na primeira ilha tem um único objetivo, a possibilidade de navegação, uma vez ao mar os Migs podem explorar o planeta livremente e aportar numa nova ilha, isso é parte fundamental do jogo, uma vez que alguns recursos além das tecnologias se diferem, por exemplo, recursos básicos como água e batatas podem ser adquiridos em qualquer ilha, já outros dependem de alguns fatores como o solo, o clima e a região em si, petróleo é encontrado em algumas ilhas, em outras você pode produzir frutas, areia só é explorada de mapas com áreas desérticas, isso força o jogador a gerenciar os recursos e traçar rotas comerciais de uma ilha até a outra.

Esse gerenciamento de comércio é bem fácil, talvez um dos mais simples que já encontrei um jogo do estilo, produza um barco de escambo, ligue a rota comercial do porto de uma ilha até o porto de outra, escolha o navio disponível e pronto, a rota está criada, o tutorial ensina a fazer esse transporte de um jeito bem prático e depois que você pegar o jeito não há segredo.

Before We Leave
Algumas construções de exploração natural e indústria causam poluição

Before We Leave tem uma proposta diferenciada para esse estilo de jogo, aqui não existe violência, exércitos, batalhas, não, a ideia é prosperar com o bom uso dos recursos e mantendo a paz e felicidade dos Migs, o desafio está nisso, evoluir e expandir mantendo a felicidade dos habitantes.

O jogo possui alguns marcos populacionais e conforme sua população aumenta o desejo de itens que provêm melhor qualidade de vida aumenta, com isso mais opções de alimentação, roupas, vidros, iluminação e entretenimento é necessário. A felicidade dos Migs é importante para o rendimento de suas tarefas, Migs infelizes produzem menos e levam mais tempo para executar qualquer tarefa. O clima também influencia, áreas de muito calor ou muito frio derrubam o seu rendimento, nesse caso, as roupas podem ajudar a equilibrar isso. Alguns outros fatores como imprevistos na paz da vila podem atrapalhar uma coisa ou outra, mas nada muito sério.

Before We Leave
Construções podem (e devem) ser atualizadas conforme você pesquisa novas tecnologias

Pois bem, tudo indo bem, seus Migs felizes, o comércio entre as colônias funcionando, mas sua árvore tecnológica não chegou nem na metade ainda e acabaram-se as fontes de exploração de tecnologia antiga, pois bem, chegamos ao momento de levar a exploração a um outro nível, para que explorar apenas os oceanos se existe todo um universo lá fora? Exatamente isso, até esse ponto de ficar sem recursos para pesquisa, você de alguma forma achou (ou o game te informou sobre) uma nave antiga perdida em alguma ilha, faça com que ela funcione e explore o espaço.

Esse processo de exploração espacial é bem simples, o número de planetas disponíveis, bem como seu tamanho e número de ilhas pode várias de jogo para jogo, escolha um planeta e vá se aventurar. Nessa nova terra você começa tudo outra vez, mas com os conhecimentos já adquiridos e com a possibilidade de criar não somente portos marítimos, mas agora, de criar portos espaciais e rotas comerciais interplanetárias.

Before We Leave
Calçamento, iluminação, melhores produtos e qualidade de vida trazem felicidade aos Migs

Before We Leave tem um visual muito bonito, por conta do tamanho reduzido das ilhas e consequentemente dos planetas o é fácil notar o formato esférico do planeta, tudo é colocado num “tabuleiro” com áreas hexagonais, sendo necessário conectar cada construção à uma estrada, o espaço pode ser limpo com a ferramenta de demolição e dessa forma você vai construindo sua colônia, mas cuidado onde coloca cada item, construções de exploração natural ou industrias produzem poluição, isso afeta tanto a vida dos Migs se colocado próximos demais das suas casas, bem como a disponibilidade de alimentos e água. Outras construções também podem sofrer ou causar dados aos rendimentos umas das outras, essas informações estão indicadas no painel lateral.

Informações inclusive é um tema que não falta no jogo, cada construção, cada Migs, cada hexágono no mapa fornece um painel de informações se for clicado, além deles, temos a opção de ativar sobreposições no mapa com dados e informações, além é claro, de painéis informativos sobre a produção, disponibilidade de recursos, felicidades dos habitantes, entre muitos outros, você leva um tempo para se acostumar com cada dado mas nada é complexo demais.

Before We Leave (6)
Painel de sobreposições mostra muitos dados no mapa

Visualmente, Before We Leave é muito agradável, tudo é bem desenhado, com sutis animações, a mudança de claridade entre dia e noite, o vai e vem dos Migs, o sobe e desce do elevador levando pessoas da parte alta para a parte baixa do mapa, tudo é animado e bem desenhado, a parte sonora é boa, os efeitos sonoros são ok e podem incomodar um pouco, por outro lado a trilha sonora é muito boa mas em alguns momentos parece que some um pouco no caos de uma colônia muito movimentada, um ponto muito bom é o fato do jogo estar completamente localizado para o nosso português, isso amplia bastante o acesso que os jogadores podem ter aos painéis informativos que o jogo possui.

Mas nem tudo são as mil maravilhas no game, por exemplo, as ilhas são muito pequenas, forçando o jogador a explorar uma outra em pouco tempo, isso faz com que você fique com várias ilhas em vários planetas que foram colonizadas apenas para a extração de tecnologia antiga que não tem mais utilidade alguma, junte isso ao fato de que cada ilha que você coloniza, alguns processos sempre serão necessário, alocação de recursos, construções básicas e coisas do tipo, além disso, tanto a extração de tecnologia antiga, quanto o comércio entre as ilhas e/ou planetas, que fazem parte dos pontos chaves do jogo, parecem forçar o jogador a ficar alternado quase que incessantemente entre planetas e ilhas, existe um menu para facilitar isso, mas você de fato nunca vai conseguir se dedicar por muito tempo a uma ilha ou resolver um problema sem que outro não esteja prestes a explodir, além disso, chega um ponto que você não tem mais para onde ou porque evoluir, isso da uma sensação de limites, que o jogo chegou no final e você deve começar outro com um novo desafio em mente, isso não é bem um problema, mas em Before We Leave isso parecer acontecer mais rápido do que o jogador deseja, nesse sentido ele sofre do mesmo mal de The Colonist, outro jogo que analisei a pouco tempo.

Before We Leave (6)
O comércio, até mesmo interplanetário, é de fácil gerenciamento

Before We Leave é um jogo em que você vai se aprofundando, criando, explorando, expandindo e não vê o tempo passar, quando se der conta passaram-se algumas horas e é nesse estágio que o gerenciamento fica um pouco mais difícil de ser feito, mas no geral, o jogo diverte muito, como eu disse lá no começo, o jogador é bastante exigido quando atinge um certo nível de domínio do espaço, mas isso não tira todo o brilho e diversão proporcionados pelo jogo até então e além desse ponto, com isso dito, Before We Leave é um jogo recomendado para aqueles que gostam de explorar, controlar e dominar grandes áreas do cenário sem se preocupar com o inimigo, afinal, ele não existe.

Confira o início de Before We Leave neste vídeo de gameplay:

Before We Leave

8

Nota

8.0/10

Positivos

  • É fácil de jogar
  • O tempo passa e você nem nota
  • O visual e bom
  • A trilha sonora também

Negativos

  • É um pouco cansativo repetir o processo de colonização
  • As vezes você só quer explorar as minas de tecnologia antiga
  • Da uma sensação de que terminou muito rápido

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo