AnálisesNintendoPCPlayStationXbox

Omno – Beleza e tranquilidade em um bom jogo para relaxar | Análise

Visual e trilha sonora colaboram com o clima agravável do jogo

Analisado no Xbox Series X


Omno é um jogo de aventura com muitos elementos de puzzle, ele foi lançado em 28 de Julho de 2021 e está disponível para os consoles PlayStation, Xbox, Nintendo Switch (tem previsão de chegar no futuro) e PC pela Steam e Epic Games Store.

Eu recomendo dar o play na trilha do jogo para acompanhar o texto:

Em Omno jogamos como um personagem solitário, que parte em uma jornada em busca do conhecimento e de crescimento, em mundo antigo repleto de fantasia percorremos por grandes áreas coletando uma misteriosa energia que nosso personagem é capaz de controlar, durante o caminho criamos vinculo com um animalzinho voador que nos guia e da algumas dicas sobre o que fazer a seguir.

Omno
Companheiros de jornada

O gameplay do jogo é bem simples, e funciona bem com a sua proposta, o personagem é capaz de saltar e executar alguns movimentos especiais com o cajado, como por exemplo, bater, tocar, empurrar, disparar energia dando impulso em objetos, entre outros, além disso, você vai adquirindo algumas melhorias conforme progride pelos cenários, o dash é a primeira delas, ele faz com que o personagem se mova rapidamente alcançando plataformas mais distantes, o teleporte pode ser usado em portais específicos para um acesso rápido (ou muitas vezes único), para uma área, o surf da possibilidade de navegar mais rápido entre as áreas, uma vez que o personagem literalmente sobe no cajado como um prancha e sai surfando pelo cenário e por último tem a habilidade de planar, isso faz com que você possa prolongar ainda mais seu tempo de travessia entre uma plataforma e outra que esteja mais abaixo ou mais distante.

Essas quatro novas habilidades deixam o gameplay cada vez mais fluido e gostoso de executar, e também mais desafiador, em Omno você deve coletar ao menos três esferas de energia para ativar o totem que nos guia para uma nova área, porém, para completar os 100% naquele nível é necessário coletar todas as esferas de energia, encontrar todos os blocos de conhecimento, que contam histórias e lendas sobre aquele mundo e catalogar cada um dos animais presentes, isso de começo é fácil, mas conforme você avança, mesmo com as novas habilidades os desafios de plataformas ficam cada vez mais complicados, pulos precisos, teleporte, dash, muitas vezes juntos e em sequência, em alguns momentos não é nada fácil, mas quando você de fato domina o conjunto vira um verdadeiro show acrobático, saltar, dar dash, planar, pegar uma onda de ar quente que vai te impulsionar para cima, para que em um breve instante você seja rápido o suficiente e ative o teleporte, fazendo com que o personagem seja puxado numa velocidade incrível entre uma ilha e outra… tudo isso é muito gratificante.

Omno
Muitos puzzles são usados, entre eles aqueles que fazem uso dos portais de teleporte.

Em Omno não existem inimigos ou combates, o foco aqui é a máxima exploração e domínio da jogabilidade, tudo isso acontece num jogo com lindo visuais, tudo é bonito, desde a floresta verde vibrante, passando pântano, a região congelada, o deserto árido até chegar ao lindo tempo abandonado no pico das colinas, acima das nuvens. A arte é belíssima e junto dela uma trilha sonora relaxante que faz com que tudo seja mais agradável, outro ponto positivo é de que o jogo está totalmente localizado em português do Brasil.

Mas em compensação alguns pontos podem desagradar alguns jogadores, o ritmo em si do game é bastante parado, até ai ok, mas por vezes eu tive a impressão de que os saltos não funcionaram fazendo eu perder o pulo para uma plataforma ou ainda cair para a morte, o que de fato não é um problemão, uma vez que o game sempre vai repor você rapidamente no checkpoint mais próximo, mas ainda assim, alguns elementos tem um acesso um pouco limitado, tendo apenas uma opção de como acessá-los, isso irrita um pouco, ainda mais se você for daqueles que querem cumprir os 100% em cada nível.

Em resumo Omno é uma grata surpresa, eu joguei ele do começo ao fim em poucos dias, mas se você pegar direto e não estiver em busca de coletar tudo é possível terminar ele em uma jogada apenas, eu não recomendo fazer isso, uma vez que a ideia do jogo é ser algo relaxante e para se refletir, algo como o Journey, por esse motivo eu recomendo o jogo para todos aqueles que gostam de um desafio em exploração sem passar muita raiva, o preço dele é justo, principalmente no PC e no Xbox, PlayStation é meio sem noção no preço de alguns títulos, além disso, ele está no Xbox Game Pass, se você for assinante vale a pena instalar e jogar.

Confira nesse vídeo o íncio de Omno:

Omno

8

Nota

8.0/10

Positivos

  • É relaxante de fato
  • O visual
  • A trilha sonora
  • A satisfação em executar uma sequencia perfeita

Negativos

  • A imprecisão em alguns pulos
  • A câmera as vezes ficava meio estranha durante as sequencia rápidas
  • Ele acaba

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo