AnálisesNintendoPCPlayStationXbox

Trine 4: The Nightmare Prince – O melhor da franquia | Análise

Tudo que a série tem de bom em um só jogo.

Analisado no Xbox One X


A série Trine sempre esteva presente em minha vida Gamer. Não tem jeito, desde 2009 acompanho a saga dos nossos heróis sempre em busca da harmonia do reino.

E agora não foi diferente. Amadeus, Zoya e Pontius estão de volta em Trine 4: The Nightmare Prince, onde terão, desta vez, tentar salvar o Príncipe Selius, um iniciante a Mago que foi corrompido pelo Mal.

O game, produzido pela Modus Games e pela Frozenbyte, mantém tudo o que os jogos anteriores da franquia tem, ou seja, Puzzles com jogabilidade em 2D, mas com cenários em 3D, utilizando plataformas, mas com alguns inimigos para diferenciar um pouco.

E a jogabilidade ainda continua incrível. Cada um dos personagens tem suas características e alternado entre eles é que vamos conseguindo avançar pelo cenário. Amadeus, o feiticeiro, pode “criar” e levitar objetos, Pontius, o Cavaleiro, usa sua espada e seu escudo e Zoya, a Ladra, usa o seu arco e flecha, além de poder usar uma corda, tudo baseado em uma física bem apurada.

Falando assim, não parece nada de anormal né? Mas jogando você percebe o quão o game vai ficando desafiador no decorrer da jornada e cada vez mais vamos mudando diversas e diversas vezes de personagem para completarmos cada capítulo.

Durante o jogo vamos coletando esferas que faz as habilidades de cada personagem evoluir, melhorando alguns atributos para que possamos passar das fases. Além disso, é bom sempre ver alguns lugares escondidos que vão nos dar várias recompensas.

Talvez a única parte que não nos agradou são os combates. Além de fáceis, muitas vezes acabam sendo desinteressantes, o que não anima muito quando você encontra essas partes no jogo. Se não tivesse, com certeza não faria falta.

Tudo isso foi colocado de uma tal forma que o game é muito divertido e balanceado. E se você tem aquela reclamação de que jogos desse tempo são curtos, posso te falar que Trine 4: The Nightmare Prince foge deste contexto e é até bem grandinho, principalmente se quiser achar todos os segredos dos cenários.

Se ainda você acha que a diversão está pouca, vá para o modo multiplayer e chame seus amigos para a aventura. É possível jogar até em 4 players e o game vai ajustando os desafios conforme a quantidade de jogadores. É risada na certa!!!

Uma das características que sempre me chamaram a atenção na franquia foi sua qualidade gráfica e o quarto game continua com essa excelente qualidade. Tenho certeza que você também vai se encantar com os gráficos impressionantes aliados a uma trilha sonora muito bem produzida que ajudam em muito a narrativa do game.

Outro detalhe muito importante é que o game está localizado para o nosso português tanto com legendas e menus.

Trine 4: The Nightmare mantém toda a qualidade da franquia. Apesar de não mostrar nada de diferente de seu antecessor, muitas características foram melhoradas. O jogo é obrigatório para quem é fã do gênero, mas que também vai agradar em muito aqueles que querem apenas se divertir.

9

Nota

9.0/10

Positivos

  • Gráficos
  • Diversão
  • Jogo bem balanceado
  • Duração do jogo

Negativos

  • Combate chato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar