fbpx
AnálisesNintendoPCPlayStationXbox

Tamashii – Um puzzle game que surpreende | Análise

Tamashii é o tal “não julgue o livro pela sua capa”, além da temática diferenciada, ele é desafiador e viciante

Analisado no PlayStation 4


Tamashii é o tal “não julgue o livro pela sua capa”, a começar pelo fato do game ser nacional, sem um apelo folclórico tupiniquim, temos aqui algo único que pode agradar ou causar afastamento por conta algumas escolhas feitas pelo desenvolvedor Vikintor.

No melhor estilo “terror”, a atmosfera é diferenciada, simples e em um primeiro momento pode até lhe dar a impressão de um game mal acabado, porem conforme a jogatina flui bem provável que você mude de opinião.

Temos aqui um game com cenários criativos e curiosos e apesar de ser praticamente monocromático, é interessante ver como o desenvolvedor pensou em uma forma de não desmotivar a gameplay. Passeando um pouco sobre os aspectos de um Castlevania do Super Nintendo, a arte demoníaca é 100% observada em todos os cenários do game, inclusive na trilha sonora. Jogos com temática sombria, tons demoníacos pedem um maior cuidado, quer seja no sombreamento, iluminação ou até mesmo nos detalhes artísticos, como uma espécie de assinatura.

Com um ritmo acelerado, e por se tratar de um game 2D, logo se observa que os obstáculos espalhados pelo cenário farão com que você morra com muita frequência, o que é normal pois a ideia é que o alto desafio funcione  como contrabalanço a toda a simplicidade dos comandos e controle

Pular as plataformas no tempo certo é o que você precisa fazer no jogo, porem não se engane, a dificuldade só aumenta e requer uma boa dose de estratégia e pensamento rápido. Tamashii desafia você a cada mudança de cenário e quando perceber, já estará jogando por 1 ou 2 horas sem parar. Em alguns aspectos, a dificuldade é um pouco desbalanceada, o que não atrapalha no modo geral, mas que poderia ser evitado, aliás o jogo oferece um caminho mais brando para aqueles que não estão dando conta, mas em troca você perde muitos bônus.

Ainda que se trate de um puzzle game a falta de atributos, uma simples escolha de armas ou diversidades dos acessórios faria muito bem ao game, não que isso diminua o que já existe em gameplay, mas fica aquela sensação de que algo a mais poderia ser acrescentado. Os checkpoints foram pensados naqueles que “sofrem” com a tela de game-over, e acredite ela será constante, visto principalmente nas batalhas com os chefes, que merecem elogios.

Tamashii é sim um jogo difícil, mas que lhe compensa com um ritmo constante de desafios e que foge a regra dos jogos de plataforma por trazer um ambiente totalmente diferente sem que se perca em qualidade artística. Se você procura por algo simples, mas que ofereça a você um gameplay viciante com plataformas que se movem, portais, puzzles e bosses um tanto quanto emblemáticos, Tamashii é uma boa pedida.

Tamashii

7

Nota

7.0/10

Positivos

  • Desafiante
  • A luta contra os Bosses
  • Puzzles

Negativos

  • Dificuldade desbalanceada
  • Curto
  • Poucas opções de gameplay
Mostrar mais

Thiago Bonito

Administrador, apaixonado por vídeo game, já sofri quando queimei meu Atari, super fã de jogos clássicos e economizando até a alma para comprar o PS5 no dia do lançamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar