fbpx
AnálisesPCPlayStationVR

Pixel Ripped 1995 – Você se lembra de “Menino(a) larga esse vídeo game” | Análise

Pixel Ripped 1995 traz novamente as aventuras da heroína Dot enquanto tenta salvar o mundo, só que agora com a ajuda do melhor jogador de 1995, um garoto de 9 anos chamado David.

Analisado no PC com Windows Mixed Reality


Pixel Ripped 1995 é um jogo de ação e aventura retro para VR, foi desenvolvido e distribuído pela ARVORE Immersive Experiences. O jogo foi lançado para PC VR em 23/04/2020 e atualmente também conta com versões para Oculus Quest e PlayStation VR.

Pixel Ripped 1995 traz novamente as aventuras da heroína Dot enquanto tenta salvar o mundo, só que agora com a ajuda do melhor jogador de 1995, um garoto de 9 anos chamado David. A jogabilidade é semelhante ao jogo anterior (Pixel Ripped 1989), a diferença é que o novo jogo presta uma grande homenagem aos jogos das eras 16 e 32-bits.

Assim como no primeiro jogo, iremos alternar entre jogar o jogo no console/tela/tv e distrair os adultos para que não desliguem o console. Se você cresceu nos anos 90 provavelmente vai ter um choque de nostalgia, temos o vizinho chato, situações onde devemos distrair ou jogar escondido, o melhor é um nível noturno onde temos a mecânica de desligar a TV para despistar a mãe do garoto fingindo que não estávamos jogando após a hora de dormir, essas ideias são geniais e fazem de Pixel Ripped algo único.

O jogo presta homenagem a diversos jogos das gerações de 16 e 32-bits. A cada nível teremos cartuchos com jogos diferentes, os mapas e conceitos são baseados em jogos clássicos como: Zelda, Mario Kart, Sonic, Streets of Rage, Donkey Kong, Castlevania.

Os gráficos estão bonitos, todos os mapas e modelos de personagem fazem justiça aos jogos clássicos e me deixaram com vontade de jogar mais, bem que poderíamos ter versões standalone dos jogos homenageados.

A jogabilidade é simples, temos um controle virtual que sempre ficará grudado a uma das mãos do garoto, iremos utilizar o analógico esquerdo para controlar o direcional do controle e dois botões para apertar o A e B. Além do controle temos uma arma de Nerf que será utilizada para derrubar objetos e distrair as pessoas.

O jogo é bem confortável e é recomendado jogar sentado. Fique tranquilo porque, após algum tempo, todos os itens voltam para a posição original, mesmo se você os arremessar do outro lado do mapa.

Pixel Ripped 1995 é um ótimo título, o seu único defeito é ser curto demais, temos somente cerca de 3 horas de jogatina. O jogo não é difícil e serve como uma excelente porta de entrada para os recém-chegados nas plataformas VR.


Confira o vídeo de gameplay de Pixel Ripped 1995

Pixel Ripped 1995

9

Nota

9.0/10

Positivos

  • Diferente
  • Confortável
  • Nostágico

Negativos

  • Curto demais

Mostrar mais

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar