fbpx
AnálisesPC

The Waylanders – História interessante e um grande potencial | Análise do Acesso Antecipado

Título ainda em desenvolvimento, portanto pontos desta analise podem estar em desacordo com versões futuras.

Analisado no PC


The Waylanders é um RPG que está sendo desenvolvido e distribuído pela GATO STUDIO, atualmente se encontra disponível em acesso antecipado para PC na Steam.

The Waylanders é um desses jogos diferentes que você acha por acaso com uma história interessante e um grande potencial, mas que infelizmente ainda não está pronto e jogá-lo no seu atual estado acaba com da magica e a vontade de prosseguir nesta aventura.

The Waylanders

Não vou dar spoilers. A história é diferente, segundo os desenvolvedores esta aventura é baseada em mitos Celta da região espanhola de Galicia, ou seja, nada do tradicional Tolkien e sim muitas referências a mitologia Celta. O começo é recheado de conversas e o título tenta criar e mostrar ao jogador uma base para o que vem pela frente, a história é interessante e você pode esperar um jogo cheio de conversas e narrativa.

Após a introdução damos de cara com um sistema de combate em tempo real com pausa, inspirado nos clássicos Baldur’s Gate, Neverwinter Nights e também utilizado em Dragon Age e no mais recente Pillars of Eternity. O combate é simples e funciona, contudo na minha opinião este sistema apesar de ser um clássico, não combina com um jogo em desenvolvido nos dias atuais. As mecânicas são um pouco antiquadas para um jogo moderno e sinceramente, eu gostaria que o título tivesse um sistema baseado em turnos. Para se ter uma ideia, Baldur’s Gate 3 está sendo desenvolvido com um sistema em turnos e Pillars of Eternity também implementou um sistema alternativo baseado em turnos em seu último título, combate em tempo real com pausa é coisa do passado.

A ambientação esta fantástica, os gráficos estão bonitos e a trilha sonora está bem-feita. O jogo possui uma arte diferente com uma abordagem menos realista e mais fantasiosa, os cenários e personagens estão bem modelados e cheios de detalhes, seja na vegetação e efeitos de iluminação dos lugares, ou nas roupas e magias dos personagens.

A trilha sonora está legal, mas precisa melhorar em alguns aspectos. O melhor ponto aqui é a dublagem que é excelente, estamos falando de um jogo em desenvolvimento e olha a dublagem impressiona, todas as vozes se encaixam com o personagem e todos os dubladores conseguem entregar o que o personagem está sentindo, seja alegria, sarcasmo, tristeza ou medo. No geral as músicas de fundo são bem-feitas e o que ofusca um pouco a trilha sonora são os efeitos de ataque e magia que parecem bastante genéricos, você acaba escutando os mesmos sons e gritos de ataque e defesa por repetidas vezes, o que acaba irritando um pouco.

The Waylanders

Por se tratar de um título em desenvolvimento eu já esperava encontra bugs e olha eles vieram cedo já no primeiro combate. São vários problemas que precisam de soluções, começando pela interface, onde durante toda a jogatina eu tive de conviver com as barras de vida e mana que não simbolizavam a real quantidade, era comum o personagem ter menos de 20% de vida e a barra mostrar 100%. O sistema de combate está bastante impreciso e a AI é terrível, os personagens não te dão suporte, não registram comandos e ordens, se você ativar o modo agressivo eles saem correndo para atacar inimigos fora do campo de visão, sem contar os inúmeros erros de renderização. Esses são só alguns dos problemas que eu encontrei, o lado bom é que o jogo está em desenvolvimento, portanto tudo isso pode e deve ser consertado por atualizações.

The Waylanders

Sem dúvidas The Waylanders é um título com bastante potencial, contudo eu não recomendo embarcar nesta aventura por enquanto. No seu atual estado o título está em alpha e apresenta bastante problemas, assim eu só o recomendo para quem quiser dar suporte ao desenvolvido, do contrário é melhor espera por atualizações ou pela versão final.

Confira o vídeo de Gameplay do Acesso Antecipado de The Waylanders:

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo