fbpx
AnálisesPC

Elite Dangerous: Odyssey | “Impressões do alpha 1”

A fase Alpha 1 é limitada, mas o pouco que temos disponível já é o suficiente para deixar aquele gostinho de quero mais.

Comandantes a espera acabou, a fase Alpha 1 da nova expansão “Odyssey” de Elite Dangerous foi lançada ontem dia 29/03/2021 e aqui estão minhas impressões do conteúdo disponível nessa primeira fase de testes.

Para quem não conhece, Elite Dangerous é um jogo de simulação e combate espacial ambientando em uma representação 1:1 de nossa galáxia “Via Láctea”, com uma proposta sandbox onde os jogadores podem pilotar naves espaciais e realizar diversas atividades como, mineração, exploração, combate, pirataria e até “interagir” com uma raça alienígena.

Elite Dangerous Odyssey

O jogo possui uma expansão “Horizons”, que adicionou a possibilidade de o jogador descer em alguns tipos de planeta e novas atividades como exploração e mineração na superfície, mas tudo ainda era feito abordo de um carrinho “SRV” e o jogador não tinha a possibilidade de descer e andar pelo planeta ou bases.

A expansão Odyssey foi anunciada ano passado e finalmente os jogadores ganhariam as “Space Legs”, com a possibilidade de sair das naves e explorar bases, interagir com NPCS e outros jogadores bem como engajar em combates.

Essa nova expansão terá um período de testes Alpha dividido em 4 fases e ontem dia 29/03/2021 foi lançada a primeira etapa do Alpha. O conteúdo dessa primeira fase é limitado, temos apenas um sistema, não podemos pilotar nenhuma nave, mas é possível explorar bases a pé, interagir com outros jogadores, adquirir alguns equipamentos, realizar alguns tipos de missões e andar de “Taxi”.

Durante as primeiras 3 fases, nós iremos jogar com um novo “save game”, assim foi necessário criar um novo personagem e começar tudo do “zero”. Iniciamos o jogo dentro de uma das estações disponíveis e olha o negócio já impressiona. As estações estão lindas, temos vários displays com propagandas, NPCS, lojas, um bar e  painéis onde é possível acessar o velho mission board e alguns serviços das estações.

Elite Dangerous Odyssey

Nas estações é possível comprar itens consumíveis, novos trajes e armas, podemos pegar missões em um dos painéis com mission board ou simplesmente conversar com NPCS e negociar missões direto com eles, cuidado pois uma maior recompensa é acompanhada de maior risco. Temos missões de todos os tradicionais tipos, entrega, coleta, assassinato, entre outras, só que agora modificadas para as “space legs” ou seja você terá de fazer tudo a pé.

Os desenvolvedores disseram em algumas livestreams que seria possível jogar todo o conteúdo de Odyssey sem pilotar nenhuma nave, a impressão que tive nesse Alpha é que isso é a mais pura verdade, porem requer paciência. Missão escolhida é hora de chamar um “Taxi”, o “Apex Interstellar” é o serviço de que vai te levar para todos os objetivos e estações, mas ele é um ponto negativo nesse Alpha.

Elite Dangerous Odyssey

O serviço de transporte funciona como um piloto automático, você entra na nave, ela decola, viaja e pousa no destino. O problema aqui é o Taxi viaja na velocidade de cruzeiro normal do piloto automático e o mission board não mostra a distância de cada objetivo, acaba que você pode pegar uma missão que irá te fazer ficar 20 minutos viajando para ir e 20 minutos para voltar. O jogador acaba perdendo muito tempo, as viagens são super tediosas e esse sistema é quase um anti jogo de tão chato que é.

Ao chegar ao destino precisamos desembarcar da nave, o espaço é hostil para a vida humana e para sobreviver nessas condições extremas nós contamos com nossos trajes espaciais. Os trajes espaciais funcionam em um sistema parecido como os encontrados nas naves, temos uma bateria, reservatório de oxigênio, inventario, lanterna, escudo, etc. Os dispositivos consomem a bateria do traje, por padrão o escudo e a lanterna ficam desligado e para se manter vivo o jogador precisa utilizar itens consumíveis e estações de carregamento. Os trajes também possuem detalhes, é possível perceber a respiração do personagem, bem como o visor que fica embaçado ou congelado dependendo das condições externas, além de ser possível ver o visor subindo e descendo sempre que entrar e sair de ambientes pressurizados, o que cria uma boa imersão.

Elite Dangerous Odyssey

As bases nas superfícies são compostas por módulos divididos por funções e cada um possui um nível de segurança diferente. Dentro de cada modulo você encontra NPCS, caixas fortes, itens, geradores, etc, a temática e o conteúdo vai variar de acordo com o modulo acessado, seja um laboratório ou área comum. É possível saquear os lugares, mas tome cuidado pois a segurança é grande e não brinca em serviço.

A segurança varia de base para base, mas espere encontrar drones, torretas e NPCS patrulhando e defendendo os lugares. Ao ser avistado por algum NPC ele irá te dar uma ordem para parar e ira te escanear, caso tente fugir ou se estiver portando itens roubados, você automaticamente se tornara hostil e será atacado por todas as forças de defesa do lugar. Não adianta correr para o taxi, pois as bases possuem misseis que irão derrubar a nave, caso queira jogar como um fora da lei, é melhor estar preparado para se manter furtivo o tempo todo ou a morte é certa.

Elite Dangerous Odyssey

O Elite Dangerous possui três modos de jogo, Solo, Grupo privado e Open. O modo Open é o modo aberto onde o PVP é liberado e o jogador tem que estar preparado para o combate a qualquer momento. Este modo também é aonde encontramos os “gankers” e “griefers”, jogadores que tem o objetivo único de atacar os novatos com equipamentos inferiores aos deles. Ao perceber que teríamos combate com armas em Odyssey, eu pensei na hora no problema que estes jogadores tóxicos iriam trazer e infelizmente podemos encontrar este tipo de comportamento já no Alpha.

Como um jogador veterano eu consegui sobreviver a uma emboscada, mas tive que contar com um pouco de sorte. Estes jogadores tóxicos estão se reunindo e esperando os outros desembarcarem, assim que a vítima aparece ela é atacada sem praticamente qualquer chance de defesa. No fórum do jogo já existem vários relatos de jogadores que foram vítimas destes ataques, infelizmente ao jogar no modo aberto é preciso conviver com este tipo de jogador. Eu espero que a Frontier coloque algum tipo de punição contra este comportamento, como recompensas altas ou a impossibilidade de utilizar os serviços de taxi enquanto estiver procurado.

Elite Dangerous Odyssey

Como este é um Alpha e existem vários tipos de bugs e problemas de conexão, mas não vou me aprofundar nestes problemas, visto que esta é uma etapa de testes e problemas são esperados.

Para concluir esta fase Alpha 1 é limitada, mas o pouco que temos disponível já é o suficiente para deixar aquele gostinho de quero mais. Essa expansão tem bastante potencial, mas eu recomendo a versão deluxe que dá acesso ao Alpha test, somente para quem estiver louco para testar, do contrário é melhor esperar pelo lançamento final.


Abaixo o link para a compra do jogo base Elite Dangerous, o conteúdo da expansão Horizons foi adicionado a versão base, assim é possível descer em planetas e acessar os engenheiros, porém você fica preso a nave e ao SRV “sem space legs”.

https://www.epicgames.com/store/pt-BR/p/elite-dangerous

Abaixo o link para a compra da versão Deluxe da expansão Odyssey, esta versão vem com o acesso ao Alpha test, a trilha sonora original da expansão Odyssey e a Skin exclusiva “Pioneer” para os trajes espaciais.

https://www.epicgames.com/store/pt-BR/p/elite-dangerous–odyssey-deluxe

Abaixo o link para a compra da versão normal da expansão Odyssey, esta versão da acesso a versão final da expansão e como bônus de pré venda você ganha a Skin exclusiva “Pioneer” para os trajes espaciais.

https://www.epicgames.com/store/pt-BR/p/elite-dangerous–odyssey


Confira mais de Elite Dangerous: Odyssey neste vídeo em Live:

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo