fbpx
AnálisesPC

Nanotale – Typing Chronicles – Digitar nunca foi tão divertido | Análise

Embora eu tenha iniciado com baixas expectativas, Nanotale conseguiu me impressionar.

Analisado no PC


Nanotale – Typing Chronicles é um jogo de aventura e digitação com elementos de RPG, desenvolvido pela Fishing Cactus e publicado por Fishing Cactus, PID Publishing, 2PGames. O jogo está saindo do acesso antecipado e sua versão final está sendo lançada para PC hoje, 31/03/2021.

Embora existam, jogos de digitação não são comuns e nem populares. A Fishing Cactus já possui uma certa experiência neste gênero e Nanotale pode ser considerado um sucessor espiritual de “Epistory – Typing Chronicles”, jogo também de digitação, lançado em 2016 pela mesma empresa.

Nanotale

Sem Spoilers, em Nanotale nós iremos acompanhar a jornada de Rosalinda, uma novata arquivista que tem a tarefa de catalogar amostras e adquirir conhecimento sobre as formas de vida de seu planeta. Rosalinda pode utilizar feitiços para manipular e interagir com objetos mágicos, bem como se defender dos perigos criados por uma corrupção que está se alastrando pelo mundo.

Como todo jogo de digitação, o teclado é utilizado para tudo e sua implementação aqui está muito bem feita. No controle de Rosalinda o jogador irá utilizar algumas teclas para se movimentar pelo cenário e realizar algumas ações, a parte de digitação aparece quando utilizamos os feitiços.

Nanotale

Para soltar os feitiços o jogador precisa abrir o livro e digitar as palavras referentes a cada item, ação ou inimigo, cada palavra digitada corretamente irá gerar uma ação, ou seja, se você estiver atacando um inimigo cada palavra digitada irá corresponder a uma magia de ataque conjurada no alvo. O interessante deste sistema é que todas as palavras estão relacionadas a ação ou característica do alvo, assim ao atacar algum inimigo você irá encontrar palavras como, malfeitor, perigoso, alvos ou objetos que contem água ou fogo terão palavras como, brasa, dinamite, enchente, inundação, já deu para entender como tudo funciona né.

Além dos ataques básicos, a arquivista pode fazer feitiços especiais para puxar e empurrar alvos, bem como transpor obstáculos. O sistema é divertido e nem tudo é combate, o jogo também possui pequenos puzzles e o jogador precisa utilizar esses feitiços especiais para resolve-los, o que quebra um pouco da rotina e faz a experiência ficar variada.

Nanotale

Os aspectos de RPG aparecem em forma de habilidades passivas que a arquivista adquire após ganhar experiência. São vários tipos de habilidades que facilitam a exploração e o combate, por exemplo, temos habilidades que diminuem a velocidade das criaturas quando em combate o que facilita reposicionar a personagem em alguns cenários. Também temos habilidades que aumentam o dano ou que chamam reforço, no geral a combinação de sistemas foi bem feita e a esta é uma aventura agradável de se jogar.

Se a diversão não fosse o suficiente, o título também possui belos gráficos e uma excelente trilha sonora. A visão é isométrica e a arte é cartunesca, tudo aqui é cheio de detalhes, seja nos modelos dos personagens e cenários ou efeitos de magias, o jogo é lindo e tem um certo charme. Essa experiência é complementada com uma excelente trilha sonora, trazendo momentos com belas músicas de fundo e efeitos sonoros, ao mesmo tempo momentos com som ambiente que criam uma experiência única.

Nanotale

O jogo está localizado em português brasileiro, assim o jogador precisa lidar com os acentos e aqui temos um dos pequenos problemas. O título não é perfeito e a combinação de teclado mecânico e digitação rápida não foi bem vinda, ao digitar rápido era comum o jogo não reconhecer os acentos, eu até abri um editor de textos para verificar se o teclado estava com problema, mas para minha sorte este problema era somente dentro do jogo e só acontecia se eu digitasse com uma certa velocidade. Além deste pequeno problema, também tive de conviver com pequenos bugs no cenário, onde certas situações faziam com que a personagem ficasse presa, aí o jeito era carregar o último ponto salvo.

Embora eu tenha iniciado com baixas expectativas, Nanotale conseguiu me impressionar. O título possui uma boa história, belos gráficos, uma boa trilha sonora e um diferente sistema de combate que funciona e é bastante divertido. O preço cobrado é justo e eu posso recomenda-lo a todos que estiverem procurando por algo diferente para se jogar.

Confira neste vídeo o início de Gameplay de Nanotale – Typing Chronicles:

Nanotale

9

Nota

9.0/10

Positivos

  • Gráficos
  • Sons
  • Diferente
  • Preço

Negativos

  • Pequenos Bugs
  • Problemas com digitação rápida

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo