fbpx
AnálisesNintendoPCPlayStationXbox

Space Otter Charlie – As lontras vão dominar o espaço | Análise

O que tem de diferente, Space Otter também tem de bonitinho.

Analisado no PC


Space Otter Charlie é um jogo de aventura e plataforma, desenvolvido pela Wayward Distractions e distribuído pela The Quantum Astrophysicists Guild. O título foi lançado em 18/03/2020 e se encontra disponível para PC, PS4, Switch e Xbox.

Em 2500 a terra estava ficando quente e os humanos resolveram abandona-la, eles entraram em suas naves e partiram para o desconhecido. Na ausência dos humanos as lontras “dominaram” o planeta, mas a calmaria não durou muito tempo. O planeta continuou a esquentar e os bichinhos peludos começaram a sofrer com o calor, para a sorte das lontras os humanos deixaram para trás várias partes de naves e tecnologia “obsoleta”. Foram várias tentativas até que as lontras conseguiram alcançar o espaço, agora elas procuram por um novo planeta para chamar de lar.

Space Otter Charlie

Após uma introdução bem humorada, nós assumimos o papel de Charlie (uma das lontras integrantes da primeira nave espacial que alcançou o espaço com sucesso e não explodiu) e iremos acompanhar a aventura desses bichinhos, explorando e tentando sobreviver aos perigos que o espaço sideral esconde.

Como dito acima este é um jogo de plataforma, mas este aspecto aqui é um pouco diferente. Estamos no espaço e não temos gravidade, para movimentar a lontra o jogador deve utilizar os equipamentos do bicho levando em conta a física. Charlie possui botas magnéticas, um jetpack e armas, com exceção das botas, todos os itens possuem uma bateria que se recarga após algum tempo, assim o jogador precisa calcular o tempo de utilização de cada item, ou poderá ficar em apuros.

As plataformas aparecem aqui como obstáculos e mecanismos que devem ser utilizados para se evitar perigos ou prosseguir nos níveis. Esse processo é bastante divertido, a física possibilita, por exemplo, fixar Charlie em algum objeto e utilizar as armas para impulsionar o conjunto, fazendo com que o objeto funcione como um escudo. Graças a esta abordagem diferente, o jogo consegue quebrar o básico de “acertar pulos” encontrado na maior parte dos jogos do gênero.

O que tem de diferente, Space Otter também tem de bonitinho. Na arte temos uma abordagem cartunesca, com modelos de personagens que se parecem com desenhos animados, mas não julgue o jogo pela aparência, a arte funciona e combina muito bem com a temática bem humorada, ainda mais quando associada a divertida trilha sonora.

Space Otter Charlie

O título definitivamente tem seu charme, mas infelizmente a diversão dura pouco. O jogo é curto e sua duração média gira em torno de 3 a 4 horas e meia, o que é uma pena, pois essa aventura é divertida e acaba deixando um gosto de potencial desperdiçado.

Space Otter Charlie conseguiu me impressionar, o título traz uma experiência diferente, divertida e viciante, mas que infelizmente dura pouco. O preço cobrado é justo, temos multiplayer local que pode ser transformado a distância via “Steam Remote Play”. Para concluir eu recomendo o jogo das “lontras astronautas” a todos que gostem de jogos de plataforma ou a todos que querem jogar algo diferente.

Confira neste vídeo o início de Gameplay de Space Otter Charlie:

Space Otter Charlie

9

Nota

9.0/10

Positivos

  • Arte
  • Divertido
  • Jogabilidade
  • Preço

Negativos

  • Curto
  • Baixo fator Replay

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo