fbpx
NotíciasPC

O roguelite de estratégia em turnos Quinterra é lançado hoje nos PC pela Steam

O estúdio independente Sideral Studios baseado nos Estados Unidos está lançando hoje o seu jogo Quinterra, um roguelite de estratégia em turnos no Steam. Confira abaixo 10 questões sobre o game respondidas pelos desenvolvedores:

1: Explique o jogo?

Quinterra é um jogo de estratégia roguelite que apresenta batalhas por turnos em uma grade hexagonal de peças geradas processualmente. Ao embarcar em sua aeronave, você recrutará um exército essencial para ajudá-lo a vencer uma expedição.

Quinterra

2: Como você misturou gêneros de estratégia?

Quinterra combina recursos vistos em jogos de mesa, jogos de cartas e roguelikes para apresentar uma experiência diferente de qualquer outra. As unidades têm habilidades que você está acostumado a ver em jogos de cartas, enquanto as próprias batalhas acontecem em um tabuleiro inspirado em uma mesa dinâmica. A progressão em Quinterra apresenta os elementos exibidos nos construtores de deck e os incorpora em um sistema de expedição inspirado na escolha do jogador, semelhante ao dos roguelikes de estratégia.

3: Que título / títulos inspiraram a equipe na criação da Quinterra?

Hearthstone, Faeria, Slay the Spire e Magic: The Gathering.

Quinterra

4: O que você acha que é único no seu jogo?

Quinterra oferece diferentes níveis de profundidade estratégica em combate com uma mecânica única. Esta mecânica permite que você extraia energias elementares das peças no tabuleiro que podem ser utilizadas para equipar dinamicamente seu exército. Uma vez que uma peça é escolhida, ela então sai do mapa, o que permite aos jogadores praticar estratégias baseadas no terreno também.

5: O que há de inovador em Quinterra?

Quinterra é inovador porque buscamos abrir novos caminhos, incorporando sistemas dinâmicos exclusivos em um jogo de estratégia. Embora certamente fomos inspirados por outros jogos de estratégia, nós nos esforçamos para nos diferenciar com destruição de blocos, draft e combate multifacetado. Esses sistemas permitem que o jogador tenha controle do layout do tabuleiro e execute combos sinérgicos em combate.

6: A quem seu jogo atrai?

Quinterra é feito para jogadores de estratégia que desejam uma experiência baseada em turnos que tenha profundidade significativa e escolha do jogador em seu núcleo.

7: Quinterra atrairá jogadores estrategistas hardcore e novatos?

Quinterra tem uma curva de aprendizado definida. Os jogadores devem primeiro aprender a dominar a mecânica de desenho e como atravessar os elementos do terreno de forma adequada. Ao aprender os macetes do draft, as possibilidades são ilimitadas com a criação de sinergias para ajudá-lo a vencer batalhas.

Quinterra

8: Quão fácil / difícil / intuitivo é o jogo para começar?

Em Quinterra começa você com um pequeno carregamento e gradualmente o elevará ao longo de uma expedição. Você começa com um tutorial que cobre todos os recursos essenciais do jogo. Após a conclusão do tutorial, você embarcará em sua primeira expedição como Lycans, onde reunirá unidades, equipamentos e ouro para construir ainda mais seu exército conforme avança. Quanto mais uma expedição avança, mais opções e escolhas são habilitadas para o jogador com mais recursos do exército para fazer malabarismos.

9: Para o jogador médio, quantas horas de jogo você acha que ele oferece?

O lançamento de acesso antecipado da Quinterra tem como meta fornecer pelo menos 25 horas de conteúdo. 4 espécies jogáveis, mais de 100 unidades que podem ser obtidas, 200 equipamentos e layouts de expedição gerados por procedimentos apresentam múltiplas possibilidades de uma expedição para a outra.

10: Há quanto tempo o jogo está sendo desenvolvido?

O desenvolvimento da Quinterra começou em fevereiro de 2019.
Colaboradores: Channing Burell, Christopher Allen, Justin Dickerman-Stewart, Bradley Hill, Cameron Craig, Daniel Morales, Ed Mattinian, Joshua Morris

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo