AnálisesNintendoPlayStation

Dariusburst Another Chronicle EX+ – Um port de muito respeito | Análise

Muita ação e tiros para até quatro jogadores em simultâneo.

Analisado no PlayStation 4 Pro


Dariusburst Another Chronicle EX+ é um relançamento com aprimoramentos para o PlayStation 4 e Nintendo Switch, baseado no jogo de Arcade de 2010, que já era um versão expandida, com novos recursos e gráficos melhorados do jogo original de 2009 do PSP.

O título é uma produção do estúdio Pyramid Inc e publicado pela ININ Games, a série Darius da lendária Taito sempre foi muito famosa e querida pelos jogadores de shmup, os shoot ‘em up, e depois de um longo período na geladeira ela voltou a ativa com o lançamento de 2009, o sucesso foi tanto que o jogo recebeu uma versão melhorada e aprimorada nos arcades no ano seguinte, em 2015 os consoles da Sony, o PS4 e o PS Vita, além do PC receberam uma versão do jogo chamada Dariusburst: Chronicle Saviours.

DARIUSBURST Another Chronicle EX

A bordo de uma das naves disponíveis o jogador deve eliminar hordas de inimigos no espaço com uma temática que mistura máquinas com vida oceânica, com o foco em jogabilidade Dariusburst Another Chronicle EX+ apresenta quatro modos de jogo sendo, Original, Original EX, Chronicle e Event mode, cada um deles oferece um nível de desafio diferenciado e também formas de progressão, por exemplo, no modo original você pode escolher entre Fácil, Médio e Difícil, ao final do primeiro nível você enfrenta um boss e logo após tem que escolher se segue a rota mais fácil acima ou o caminho mais difícil abaixo, isso se repete por mais um estágio até chegar ao terceiro e último.  O modo Original EX é a mesma regra, ele só aumenta de forma exponencial a dificuldade com Expert, Extreme e Exceed. O Chronicle você escolhe uma área do universo e livra ela dos inimigos e por fim o modo Evento são missões específicas que podem ter o foco em tempo ou pontuação e estão divididas entre as que já estavam na versão Another Chronicle e novas EX+, algumas missões devem ser jogadas em modo de um jogador, já outras, aceitam o multiplayer local para até quatro jogadores, como a maioria dos níveis do jogo.

DARIUSBURST Another Chronicle EX

O poder de jogo da nossa nave é um pouco limitado, quer dizer mais ou menos, você tem um botão de tiro padrão que pode ficar pressionado e vai atirando sem parar, coletando bolas coloridas que são soltas pelos inimigos esse poder de fogo aumenta ou pode ser modificado, existe um escudo que resiste até três projéteis leves (ele não aguenta um ataque feroz de um chefe por exemplo) e um despejo de bombas que ficam caindo nos inimigos que passam abaixo da nave, isso varia de acordo com o modelo escolhido, além disso, é possível inverter o lado de tiro da nave para atacar inimigos que venham por trás, junto disso, existe uma barra que vai se enchendo abaixo da nave conforme você elimina os inimigos, ela é o combustível do disparo Burst, um poderoso ataque que vai destruir tudo que estiver em sua rota enquanto você possuir esse combustível. Essa talvez seja a mecânica mais funcional do jogo, uma vez que ao contrário de outros títulos no gênero, Dariusburst Another Chronicle EX+ não oferece um arsenal muito grande em cada nave – são 9 no total – cada uma oferece tipos diferentes de armas comuns e especiais, umas com laser, outras com bombas, outra com um buraco negro, mas cada uma delas depende do uso do seu medidor de energia. O laser que é o mais comum pode ser usado de duas formas, uma é disparado direto pela nave e segue sua trajetória, outra e por vezes até mais interessante, é possível desacoplar o laser e deixar ele fixo em uma área enquanto você controla a nave livremente, o ângulo desse módulo pode ser alterado com o analógico direito, outras armas especiais tem funcionamento diferenciado, vale a pena experimentar aquele que melhor se ajusta a você.

Ok, mas agora que já conhecemos bem as características do jogo, como ele de fato é, pois bem, ai vem um típico caso de amor e ódio, à primeira vista Dariusburst Another Chronicle EX+ pode parecer um jogo justo e que tudo depende da sua habilidade como jogador, mas não foi isso que eu senti mais adiante no game, você vai inevitavelmente morrer, muito, demais, existem casos – principalmente contra os chefes – que é simplesmente impossível desviar de todos os tiros sendo que os poucos espaços em que você tem pra isso, existem lasers teleguiados ou explosões aéreas, e com isso, mortes, mortes e mais mortes, isso é um problema? Sim e não, sim porque ele consome rapidamente suas vidas e logo para o game perguntando se você quer um continue, além disso, sua pontuação vai a lona, já o não é simples, todos os modos tem a opção de vidas infinitas, mas esqueça a pontuação, você não será lembrado seu perdedor chorão!

Uma das coisas mais satisfatórias no game simplesmente acaba muito rápido, que é o disparo do seu laser, se você usar contra uma horda de inimigos isso vai manter o tanque de combustível cheio e manter a ação, mas no momento que os inimigos espaçarem um pouco, ou durante uma batalha com chefes, onde por vezes está só a sua nave e monstruosa nave inimiga, nada fará o seu medidor encher novamente enquanto o chefe não lançar uma nova leva de inimigos em você, junto é claro, com todo o seu arsenal de tiros, bombas, lasers, explosões… Outras armas podem ser ainda mais problemáticas, como é o caso do buraco negro que é disparado de uma vez consumindo quase que sua totalidade de energia e ele só pode ser ativado novamente quando o medidor chegar ao mínimo necessário para tal.

Visualmente Dariusburst Another Chronicle EX+ é muito bonito, por ser um jogo de PSP, que foi melhorado e portado para os Arcades, o jogo pode ser escalonado de forma satisfatória nos novos ports, além do que, o PS4 já tinha uma versão do título, tudo aqui é apresentado em tela ultra wide, eu entendo a escolha já que ela mantem o padrão dos Arcades, mas não vou dizer que gosto dessa escolha uma vez que mais ou menos 50% da tela da TV fica preta, com isso as informações na tela parecem pequenas, e por vezes você talvez não veja algo que vá atingir sua nave, isso na tela do Switch então, deve ser um caos. Acredito que o jogo ofereça suporta a alta resolução no PS4 Pro, uma vez que se ativado em 1080p ele indica que o modo supersample está ativado. A parte sonora é boa, muito boa! Com trilha sonora da banda interna da Taito, a Zuntata, as músicas mixam bem com o clima na tela e não são ofuscadas por todos os demais sons do jogo.

No geral, Dariusburst Another Chronicle EX+ é um bom título, talvez um dos mais “puros” do gênero entre os lançados mais recentemente, mesmo que ele seja apenas uma versão aprimorada de um jogo de 2009/2010, ele é bonito, tem uma jogabilidade precisa e uma ótima trilha sonora (inclusive disponível aqui no Spotify), ainda assim, é um caso de amor e ódio, fãs do gênero terão um jogão em mãos, aqueles que não tem muita habilidade ou paciência ainda podem se divertir com o modo de vidas infinitas, ele não é fácil, mas ainda assim vale a pena, já por fim tem aqueles que não são fãs e nem gostam muito do estilo só vão passar raiva, nesse caso, passe longe.

Confira 30 minutos de gameplay de Dariusburst Another Chronicle EX+ no PS4 Pro:

Dariusburst Another Chronicle EX+

7

Nota

7.0/10

Positivos

  • Visual
  • Trilha Sonora
  • Coop para até 4 jogadores
  • Puro shmup

Negativos

  • Muito projéteis na tela
  • A perspectiva ultra wide
  • O funcionamento é praticamente o mesmo de um arcade

Saulo Fernandes

Publicitário de formação, editor da Gamers & Games desde 2015. Gosto de jogos de exploração, aventura e corrida, comecei a jogar no Master System, mas o meu console queridinho até hoje é o GameCube.
Botão Voltar ao topo