AnálisesPC

God of War (2018) – Mais um excelente port chegando no PC | Análise

O port de God of War chega muito bem otimizado e com várias opções gráficas

Analisado no PC


Esta é uma análise referente a versão para PC (port) de God of War (2018), por este motivo não irei me aprofundar na história. Se você quiser ler a análise completa do jogo acesse este link.

God of War PC

God of War é um jogo de ação e aventura desenvolvido pela Santa Monica Studio e publicado pela Sony Interactive Entertainment. Lançado para PlayStation 4 em 20/04/2018, o título ganhou uma versão atualizada para PlayStation 5 em 2021 e está chegando aos PCs dia 14/01/2022.

De pouco em pouco os exclusivos do PlayStation vão chegando para o PC, já recebemos um port de Horizon Zero Dawn que demorou meses para ficar jogável, uma versão de Final Fantasy VII Remake INTERGRADE bem simples que fez o mínimo para rodar no PC e dois ports excelentes de Death Stranding e Days Gone. A lista não para de crescer e para este ano de 2022 temos God of War (2018) que será lançado dia 14/01 e a confirmação de Uncharted: Legacy of Thieves Collection que pode dar as caras no final do mês de janeiro.

God of War PC

Os ports de exclusivos da Sony atualmente estão empatados no placar em 2×2, temos dois jogos que tiveram problemas com suas versões iniciais e dois jogos que chegaram muito bem ao PC. O port de God of War chega para desempatar este placar, a versão de PC faz jus ao nome de Deus da Guerra, o jogo chega muito bem otimizado e com várias opções gráficas, trazendo uma boa experiência para os jogadores com máquinas modestas e até para os entusiastas.

Vamos lá, quem joga no PC sabe que é praticamente um ritual configurar as opções gráficas sempre que abrimos qualquer jogo pela primeira vez e diferente do encontrado no port de Final Fantasy VII Remake, God of War traz tudo o que um jogo de PC precisa. São muitas configurações para se escolher, temos resolução, limite de quadros, proporção da tela com suporte a monitores ultrawide, opções de DLSS para as placas Nvidia e o melhor que são as opções de Fidelity FX Super Resolution da AMD que também é compatível com as placas do lado verde.

God of War PC

Nas opções gráficas podemos configurar a qualidade das texturas, modelos, sombras, reflexos, atmosfera, oclusão de ambiente e filtros isotrópicos. Por padrão estas opções chegam em uma qualidade “original” que remete a qualidade do jogo no PlayStation 4, mas é possível abaixar ou aumentar cada uma delas, ajustando de acordo com a capacidade da sua máquina.

No quesito desempenho o jogo está bem otimizado, mas para se conseguir os desejados 60 é preciso de um pouco de poder de fogo. Basicamente quase todas as placa de entrada irão conseguir rodar o jogo da mesma forma que o PlayStation 4, ou seja em qualidade original com resolução a 1080p e 30 quadros travados, caso queira alcançar os 60 quadros será preciso maior poder de jogo ou a utilização do DLSS e Fidelity FX. Nos nossos testes foram usados uma Vega 56 (UV + OC) pareada com um Ryzen 3600 e com esta combinação foi possível rodar o jogo com folga na qualidade alta a 1080p, quando subimos a resolução para ultrawide foi preciso usar o Fidelity FX em melhor qualidade para manter os quadros constantes.

God of War PC

Geralmente ports para PC chegam acompanhados de melhorias gráficas e este é o caso aqui mas não espere por muito. O port de God of War para os PC trouxe melhorias de sombras e filtros, contudo este é um título com belos gráficos que impressionam já em sua qualidade original e para se alcançar estes melhores resultados é preciso colocar o jogo na qualidade ultra, algo que causa um impacto na performance e só vale a pena se você tiver uma máquina que rode o jogo com folga.

Este é um título feito exclusivamente para um console e consoles utilizam controles, assim os controles do port para PC funcionam mas precisam de uma certa adaptação. Por padrão o jogo segue o mesmo de sempre, movimentação utilizando WASD, ataques nos botões do mouse, corrida no shift e esquiva no espaço. Os controles no geral são bons, mas para se acessar a mira de arremesso é preciso apertar a tecla “ctrl” e a trava de mira está no scroll do mouse, estas e algumas outras ações tem combinações um pouco exóticas e requerem um pouco de adaptação, algo que você pega o jeito depois de alguns combates. Caso você não se adapte é possível trocar todos os comandos, algo interessante para quem possui mouses com vários botões, a outra possibilidade é a utilização de um controle o que tornará a experiência mais próxima à encontrada nos consoles.

No final God of War recebeu uma excelente versão para PC, o port chega com várias opções gráficas que tornam o título acessível para praticamente toda a comunidade que tem o PC como sua plataforma principal. O jogo é excelente, contudo a versão de PC chega com um preço salgado, visto que este é um título lançado em 2018 e que pode ser encontrado por preços baixíssimos nos consoles, por este motivo se eu recomendo que espere por uma promoção.

God of War

9.5

Nota

9.5/10

Positivos

  • Performance
  • Gráficos
  • Fidelity FX e DLSS

Negativos

  • Preço

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage
Botão Voltar ao topo