AnálisesMobilePCVR

inRun – O clássico Out Run em realidade virtual | Análise

Como o próprio nome sugere, inRun é uma reimaginação do clássico Out Run para a realidade virtual.

Analisado no PC através do Quest 2 e DualSense


inRun é um jogo de corrida arcade para realidade virtual. O título está sendo desenvolvido e distribuído pela Ivanovich Games e tem data de lançamento prevista para 18/07/2023 nas plataformas PC VR através SteamVR e também Meta Quest.

De pouco em pouco a Ivanovich Games vem trazendo boas experiências e reimaginações dos antigos clássicos do arcade para a realidade virtual. Seus lançamentos incluem Operation Warcade VR que é um shooter baseado nos antigos jogos de guerra dos anos 80, Pangman uma versão de Pang para VR e 1976 inspirado nos shoot’em ups 1942 e 1943. Agora chegou a vez de Out Run que chega para a realidade virtual através de inRUN.

inRun

Como o próprio nome sugere, inRun é uma reimaginação do clássico Out Run para a realidade virtual. O jogo traz o mesmo conceito de corrida arcade com uma pista baseada em uma rodovia composta de vários carros indo e vindo, obstáculos e rampas que agora são combinados com uma pequena história, cujo objetivo é bater o recorde estabelecido por Jason, o pai de sua parceira(o), para ganhar seu respeito e o direito de se casar com o amor de sua vida.

Assim como é típico dos antigos jogos arcade, a história é só uma justificativa para a jogatina e o foco aqui está na jogabilidade. Jogabilidade esta que foi repensada para não causar motion sickness, o famoso enjoo que o VR pode causar principalmente em títulos com movimentação rápida.

inRun

inRun não tem enrolação é chegar escolher uma pista e jogar, o jogo consiste em uma corrida em uma rodovia com trânsito pesado, onde você precisa ir do ponto A ao B da forma mais rápida possível, desviando dos carros ao mesmo tempo que coleta moedas e tenta completar o desafio de cada mapa. Temos customização de personagens e carros que podem ser liberados de acordo com o seu progresso no jogo, um modo multiplayer cross plataforma, suportes a diversos controles, inclusive volantes e muita nostalgia.

O jogo é simples e divertido e como tudo é baseado em movimentos rápidos, os desenvolvedores introduziram uma estabilização de câmera que impede a tela de sacudir durante as curvas, saltos e batidas. Essa estabilização é ativa por padrão e funciona tanto nas câmeras em terceira pessoa quanto no modo primeira pessoa que nos coloca na visão do motorista. Esta é uma novidade muito bem vinda principalmente para quem não está acostumado com a realidade virtual, nós tivemos uma boa experiência com este sistema durante as corridas onde a câmera se mostrou estável sem nenhum tipo de movimento brusco. Apesar de interessante, essa novidade ainda não está perfeita, nós jogamos uma versão anterior a de lançamento e infelizmente esse sistema de estabilização de imagem fazia com que os menus ficassem tremidos com o potencial de causar motion sickness, mas é um detalhe que provavelmente será corrigido na versão final.

inRun

Os controles são bons e temos suporte para diversos tipos de comandos. Nós testamos com os controles nativos do Quest 2 e também com um DualSense, ambos no PC. Com os controles do Quest o jogo separa as funções e você precisa utilizar os triggers, analógicos e botões de cada uma das mãos para jogar, vale lembrar que não temos nenhum tipo de controle de movimento e o jogo funciona totalmente de forma arcade e tradicional. Jogar com o DualSense foi uma experiência mais agradável, o controle tem mais recursos e é mais confortável, pois os analógicos e triggers são mais precisos e maiores, além disso as funções estão todas agrupadas e acessíveis.

Os gráficos são simples e o jogo traz modelos de carros e personagens legais, com pistas bastante coloridas e vários efeitos de iluminação, porém temos uma baixa variedade de veículos que compõem o tráfego, todos são totalmente pretos sem praticamente nenhum detalhe. Para embalar suas corridas temos uma trilha sonora composta basicamente de música eletrônica com faixas que trazem um ritmo rápido combinando perfeitamente com a jogatina.

inRun

No final, inRun é mais um acerto da Ivanovich Games, o jogo é simples, divertido e a estabilização de câmera juntamente o suporte a diversos controles fazem com que o título se torne acessível a todos os jogadores. A versão de PC tem o preço definido em R$ 46,99 e a versão para Meta Quest sai por 14,99 USD dólares americanos através do App lab, um valor um pouco salgado por causa da conversão de moedas e por isso se você se interessou eu recomendo que opte pela versão para PC caso seja possível, mas se quiser a portabilidade do Quest vai ser necessário encarar seu preço em dólares.

Confira no vídeo abaixo as primeiras impressões de inRun:

inRun

8.5

Nota

8.5/10

Positivos

  • Divertido
  • Controles
  • Acessível
  • Nostálgico

Negativos

  • Poucos modelos
  • Repetitivo
  • Preço em USD no Quest 2

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage
Botão Voltar ao topo