AnálisesPC

Hunt: Showdown: Preço alto e carece refinamento | Análise

Analisado no PC

 

Hunt: Showdown é um jogo de tiro em primeira pessoa, desenvolvido e distribuído pela Crytek, foi lançado oficialmente dia 27/08/2019, está disponível para PC e existem planos para versões de Xbox e Ps4.

Hunt: Horrors of the Gilded Age foi um projeto anunciado em meados de 2013/14 pela Crytek , este seria um jogo co-op passado nos anos de 1880 onde os jogadores teriam que caçar monstros, mas o projeto não foi para a frente devido aos problemas financeiros enfrentados pela Crytek na época.

 

 

Em 2017 a Crytek anunciou o beta de Hunt: Showdown, um jogo que pode ser chamado de sucessor espiritual do projeto passado, mas que agora deixou de ser um jogo somente co-op e passou a ser um jogo pvp/co-op.

Hunt: Showdown possui elementos PVE e PVP, aqui nós podemos jogar solo ou co-op com até mais 2 jogadores e devemos caçar monstros (bounties), isso tudo competindo com outros jogadores pela mesma recompensa, o PVP é liberado e a morte é permanente e fica a seu critério atacar ou não outros jogadores. O PVE vem dos zumbis e monstros que você vai encontrar no caminho, enquanto procura pelo boss.

 

 

No início do jogo você contrata ou escolhe seu caçador e equipamentos e vai procurar uma partida. Mapa carregado, agora você deve procurar pistas para tentar descobrir o paradeiro do boss, cada pista escurece uma área do mapa facilitando a sua busca. Enquanto procura por pistas e pelo paradeiro do boss, você vai se deparar com vários zumbis e monstros mais fracos, fica a seu critério enfrentá-los ou evita-los. Se decidir enfrentar os monstros tente fazer o mínimo de barulho possível, pois o som ira atrair mais monstros e pode denunciar sua posição para os outros jogadores.

Se você conseguiu sobreviver e encontrou o boss, meus parabéns agora seus problemas começaram. Quando o boss é morto e banido ele gera a bounty (recompensa), você deve pegar a bounty e correr para um ponto de extração, isso tudo enquanto outros jogadores tentam te matar para roubar a bounty. A morte é permanente e se você morrer ira perder o seu caçador e todos os equipamentos que estavam com ele.

 

 

Vários jogadores reclamaram de um downgrade gráfico após o lançamento oficial, mas eu achei os gráficos bonitos e o ambiente muito bem feito e detalhado.

O som do jogo é muito bom e chega a ser um fator decisivo durante os combates pois os mapas estão cheios de sinos de vacas, os famosos badalo, chocalhos, depende de onde você é, portas enferrujadas, animais, monstros e outros instrumentos e ferramentas que fazem barulho e denunciam sua posição a outros jogadores.

As armas do jogo são baseadas no que existia em 1880, então temos armas muito lentas para carregar e lentas entre disparos, dando um ritmo lento ao jogo que pode não agradar quem está familiarizado com jogos com ritmo acelerado.

 

 

O elemento PVP e o sistema de recompensa é um “problema”, pois durante as partidas eu notei que não existe qualquer incentivo ou recompensa para o jogador encontrar e matar o boss. Você irá gastar munição e recursos para enfrentar o boss e ira ficar vulnerável, então é mais fácil ficar esperando o boss ser morto por alguém e depois pegar os jogadores de surpresa enquanto se curam ou recarregam as armas.

Os servidores e o sistema de matchmaking são horríveis. Os servidores da América do Sul foram um problema durante a jogatina, as partidas demoravam a chamar, passei a maior parte do tempo procurando alguém e sempre caia com um jogador de rank alto que se recusava a jogar porque eu estava com o rank baixo, quando eu conseguia alguém para jogar sempre acontecia algum erro e eu era desconectado durante a partida, inclusive fui desconectado em uma partida enquanto ia para a extração.

 

 

 

Após o primeiro dia com problemas de conexão eu decidi trocar os servidores para os norte americanos, apesar do ping maior, tive menos problemas de conexão. Ainda enfrentei jogadores se recusando a jogar por causa do meu rank, mas encontrei partidas mais rápido e menos rejeições.

O matchmaking do jogo é horrível e coloca jogadores de rank baixo contra jogadores de rank alto, assim quem está começando sempre fica em grande desvantagem e com dificuldade em conseguir grupo. Isso pode ser causado pela quantidade de players ativos, mas o aumento do preço após o lançamento não ajuda a equilibrar essa situação.

 

 

Alguns jogadores estão reclamando de trapaças, durante a jogatina eu encontrei somente um jogador suspeito, uma esponja de balas que se movia rápido, se recusava a morrer e acabou eliminando meu time com duvidosos acertos de pistola a distância.

Hunt: Showdown é lindo, imersivo e te deixa tenso a todo momento, mas acaba passando a impressão de que é um game que você ama ou odeia. O jogo está com um preço bem salgado, foram adicionadas microtransações, existem problemas de conexão e alguns jogadores estão usando trapaças. Portanto se decidir encarar o desafio eu recomendo jogar com amigos, porque sozinho você provavelmente terá uma péssima e frustrante experiência.

 


 

“Agradecimento do reviewer ao jogador de nick “SickRick” que apesar de ter várias horas e rank alto, não se importou com meu rank baixo e acabamos conseguindo eliminar vários players, fazer uma bounty, roubar a outra bounty e extrair com as duas bounties.”

 

 

Fica o ensinamento aos outros players: “ um jogador não é feito somente de level ou rank”.

Hunt: Showdown

7.9

Nota

7.9/10

Positivos

  • Gráficos
  • Som

Negativos

  • Microtransações
  • Problemas de conexão
  • Trapaças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar