AnálisesPC

Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão – Mais um port para o PC que não está pronto | Análise

De pouco em pouco a biblioteca de exclusivos da plataforma PlayStation vai chegando no PC.

Analisado no PC


Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão é um jogo de aventura de plataformas desenvolvido pela Insomniac Games e publicado pela Sony Interactive Entertainment. Lançado inicialmente em 11/06/2021 como exclusivo para o PlayStation 5, o título acabou ganhando uma versão para PC lançada em 26/07/2023 com esta adaptação feita pela Nixxes Software.

De pouco em pouco a biblioteca de exclusivos da plataforma PlayStation vai chegando no PC. Desde os primeiros ports nós já recebemos franquias de peso como God of War, Uncharted e Final Fantasy VII Remake, grandes títulos que receberam ports de qualidade mista nesta nova plataforma, com algumas versões excelentes e outras que levaram meses até ficarem jogáveis. Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão infelizmente faz parte dos títulos que não estão prontos e sua versão de PC chega com vários problemas e inconsistências, mas apesar disso ela não está tão ruim quanto o port de The Last of Us Part I.

Ratchet & Clank Em Uma Outra Dimensão PC

Em Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão nós acompanhamos mais uma aventura do Lombax Ratchet e seu companheiro robô Clank que acabam sendo transportados para outras dimensões, depois que o Doutor Nefarius aparece e interfere em uma cerimônia que a homenageava a dupla. Como esta análise tem como foco na versão de PC, se você quiser saber mais sobre a história, acesse nossa análise completa da versão original para PS5 através deste link.

Como o primeiro título da franquia a dar as caras no PC, Ratchet & Clank: Rift Apart chega trazendo vários recursos presentes em sua versão original, incluindo suas opções de acessibilidade e o excelente uso dos recursos do controle DualSense. O port também adiciona as tecnologias presentes nos PC, contudo quase nada aqui está pronto e encontramos vários problemas e inconsistências.

Ratchet & Clank Em Uma Outra Dimensão PC

Assim como a maioria dos jogos de PC, os ports dos exclusivos do PlayStation chegam acompanhados de várias opções gráficas e a adaptação de Ratchet & Clank não faz feio. O título traz uma boa variedade de opções gráficas, sendo possível ajustar desde as texturas, sombras, efeitos de câmera, oclusão de ambiente e até ray tracing. Temos suporte a diversas resoluções que incluem os aspectos ultra wides 21:9, 32:9, 48:9 e tecnologias de upscaling que incluem NVIDIA DLSS 3, AMD FSR 2.1, Intel XeSS e a Temporal Injection da Insomniac Games. Além destas, o port também inclui a tecnologia DirectStorage 1.2 que ajuda na descompressão e melhora os tempos de carregamento.

Chega de enrolação e vamos para nossas impressões. Nós testamos o jogo em duas máquinas diferentes, uma com um Ryzen 7 5700X + RX6750XT e a outra com um Ryzen 9 7950X + RTX 4090 e infelizmente em ambas nós encontramos problemas. Os primeiros testes foram feitos na máquina com GPU AMD e logo de cara o jogo mostrou que sua versão de lançamento não estava pronta, pois devido a problemas encontrados o título foi lançado com as opções de Ray tracing desabilitadas em todas as GPUs AMD. Sem ray tracing, mas com tudo no máximo, FSR 2.1 na qualidade dinâmica e quadros travados a 60 fps o jogo rodou sem problemas na resolução ultrawide 3440×1440. Não tivemos nenhuma queda ou crash e o FSR se mostrou desnecessário pois sem ele foi possível manter o jogo sempre acima dos 60 quadros com esse kit.

Com a outra máquina que contém a RTX4090 a experiência foi diferente e os problemas também. Na mesma resolução, mas com tudo ligado no máximo incluindo DLSS3 o jogo conseguiu alcançar a média de 250 quadros, mas a performance não foi constante e em algumas cenas que continham muitas partículas nós tivemos quedas de quadros que chegaram a casa dos 70. Além disso, os efeitos de ray tracing não estão bem trabalhados e foi comum encontrar erros de texturas e falhas de renderização que foram acentuadas por crashes aleatórios.

Ratchet & Clank Em Uma Outra Dimensão PC

Diferente dos outros ports da Nixxes Software que incluem os dois últimos Spider Man e Miles Morales, ambos lançados com versões decentes, Ratchet & Clank realmente não está pronto e esse aspecto fica mais evidente quando jogamos, pois, além dos problemas encontrados temos uma considerável divergência de qualidade gráfica entre as plataformas. A versão de lançamento no PC traz vários efeitos e texturas que poderiam ter sido melhorados dado o poder de fogo do PC, mas que infelizmente se encontram inferiores aos da versão original do PlayStation 5. A falta de melhorias gráficas, não quer dizer que o jogo esteja feio e mesmo sem o raytracing, o título tem uma ambientação de fazer inveja a muitos AAA lançados nos últimos anos.

Problemas a partes a experiência de jogo é boa e tudo fica melhor ainda se utilizar um DualSense. Assim como em Returnal, o título traz compatibilidade total com as funções do controle DualSense que incluem gatilhos adaptáveis que controlam as opções de tiro e haptic feedback para trazer a resposta tátil. A experiência com o controle é sensacional, mas se você não o tiver também é possível jogar no tradicional teclado e mouse que acompanham algumas opções de personalização.

Ratchet & Clank Em Uma Outra Dimensão PC

No final, infelizmente Ratchet & Clank: Rift Apart é mais um port que chega no PC sem estar pronto e apesar de estar jogável, o título apresenta vários problemas e com certeza irá precisar de atualizações futuras para ficar redondo. O preço cobrado é salgado dado e por conta dos problemas, se você se interessou eu recomendo que espere por atualizações ou por uma promoção.

Confira no vídeo abaixo Ratchet & Clank: Rift Apart no PC:

Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão

7.8

Nota

7.8/10

Positivos

  • Utilização do Dualsense
  • Acessibilidade
  • Jogabilidade

Negativos

  • Sem ray tracing AMD
  • Crashes
  • Problemas de textura
  • Performance inconsistente

Jeferson Vasconcelos

PC Gamer desde os anos 90, entusiasta de VR que não consegue ficar sem jogar os velhos consoles. Aguardando há anos pelo próximo Lineage
Botão Voltar ao topo