AnálisesMobileNintendoPCXbox

Railbound – Um divertido puzzle que é uma viagem! | Análise

O jogo consiste em resolver vários quebra-cabeças onde se deve entregar os vagões no lugar certo e na ordem certa para que estes possam partir.

Analisado no Nintendo Switch


Lançado pela 7levels em 1 de dezembro de 2022 para o Nintendo Switch, Railbound te convida a resolver puzzles relaxantes apresentados através de um estilo e arte encantadores! Com a temática de “dois cachorrinhos que estão viajando o mundo”, é muito fácil se perder nos desafios e não querer parar e jogar!  A dificuldade aumenta gradualmente e sem que você perceba se encontra absolutamente concentrado e obstinado a dominar todas as estratégias para entregar os vagões dos trens na ordem correta.

O jogo consiste em resolver vários quebra-cabeças onde se deve entregar os vagões no lugar certo e na ordem certa para que estes possam partir. No entanto, a partir do momento que você liga os motores, não há mais volta! Os vagões começam a se movimentar desenfreadamente até que cheguem no seu destino e se encaixem (ou não) no trem. A sua função então, é montar os trilhos de modo que o vagão 1 chegue antes do vagão 2 no ponto desejado. Muitas vezes é necessário, no entanto, fazer um malabarismo mental (e braçal) para que o trabalho seja feito.

Railbound

As possibilidades são muitas: fazer um dos vagões percorrer um caminho mais longo, inserir trilhos que possibilitam que cada um dos elementos faça um percurso diferente dependendo da direção do seu movimento, além das várias mecânicas introduzidas aos poucos com o passar dos estágios, tais como o uso de túneis para encurtar distâncias ou barreiras para atrasar a partida de vagões específicos.  As mais de 150 “fases” já indicam as várias possibilidades de desafios que esperam pelos seus jogadores!

Como dificuldade podemos citar a limitação do número de trilhos a serem colocados, o que se traduz no fato de que só há uma alternativa correta para a montagem da sua malha ferroviária, o que pode levar a uma sequência de tentativas frustradas até que tudo funcione como deve.

O ponto baixo do título é a experiência acoplada à dock do Nintendo switch: os controles são confusos e um pouco desajeitados, sendo o modo portátil o mais prático de se aproveitar: é só usar seus dedos e criar magicamente os trilhos deslizando-os pela tela tátil. Por outro lado, o próprio jogo parece te convidar a jogar nesse modo: é mais intimista, com uma arte que combina perfeitamente com tudo de melhor que o modo portátil pode oferecer. Como eu sempre digo, é colocar o fone de ouvidos e ser feliz!

Custando R$69,00 na eShop brasileira (mas na promoção por R$51,75 até o dia 21 de agosto), Railbound é um jogo que não promete, mas cumpre com maestria o seu papel: divertir casualmente, sendo perfeito principalmente para situações nas quais você não tem muito tempo para a jogatina. Além disso, é um jogo para todos: crianças, adultos… não há limites nem barreiras! Contando com tradução para o português, preço convidativo e sendo dotado de um carisma único, Railbound é uma ótima escolha, sendo uma compra que pode surpreender positivamente quem o julgou pela capa inocente e despretensiosa.

Os três primeiros mundos de Railbound:

Railbound

8.7

Nota

8.7/10

Positivos

  • Dificuldade gradual
  • Arte muito carismática
  • Desafios para todos os níveis

Negativos

  • Modo acoplado na dock
  • Limitação estrita do número de trilhos

Vlademir Vitaliano

Químico de formação, com doutorado em engenharia da nanotecnologia. Meu primeiro videogame foi um Mega Drive, através do qual me apaixonei pelos jogos mais casuais, sejam eles de aventura, luta ou corrida. Atualmente sou fã da Nintendo e suas "Nintendices".
Botão Voltar ao topo